Inova Goiás

Inova Goiás abre “novo ciclo virtuoso” na economia do Estado, diz Marconi

O Inova Goiás estabelece a aplicação, até 2018, de R$ 1,1 bilhão em inovação e tecnologia no Estado de Goiás, levando em conta as potencialidades econômicas de cada região.




A economia do Estado entra em um “novo ciclo virtuoso” de desenvolvimento com a implantação do Programa de Inovação e Tecnologia – Inova Goiás, pontua o governador Marconi Perillo em artigo publicado na edição desta segunda-feira (28/9) do jornal Diário da Manhã. Segundo o governador, a expansão e modernização da agropecuária, da indústria e do setor de comércio e serviços no Estado passou a exigir um novo estímulo econômico, que o Inova Goiás promoverá por meio da integração entre a administração pública, as instituições de ensino superior e o mundo produtivo.

No artigo, intitulado Inova Goiás, novo ciclo virtuoso, Marconi ressalta o fato de o programa ter sido plenamente incorporado à pauta de trabalho do governo e das ações do setor produtivo. “Com o Inova Goiás, vamos gerar um novo ciclo virtuoso. Menos de um mês após o seu lançamento, o programa já se transformou em tema obrigatório do setor produtivo e foi plenamente incorporado pela administração estadual. O Inova Goiás é a demonstração de que é possível encontrar saídas viáveis e criativas para as crises”, observa o governador. “É a prova de que podemos continuar avançando sempre”, afirma.

O Inova Goiás estabelece a aplicação, até 2018, de R$ 1,1 bilhão em inovação e tecnologia no Estado de Goiás, levando em conta as potencialidades econômicas de cada região. O governo estadual vai estimular a integração entre a administração, as universidades e o setor produtivo de forma a promover a transferência de conhecimento e tecnologia. O objetivo do governo Marconi Perillo é fazer com que, até o final da administração, Goiás esteja entre os três Estados que mais investem em inovação no País – posição calculada com base na relação investimento/Produto Interno Bruto. O governador tem afirmado que o programa será implantado dentro da realidade do ajuste fiscal, ou seja, sem o comprometimento das contas públicas e dos demais investimentos.

Marconi afirma no artigo que crises, como a econômica nacional, exigem dos governos soluções criativas e que os estados têm papel muito importante na formulação, aplicação e condução de políticas inovadoras. “A crise, no entanto, exige um passo mais ousado dos governos”, pontua o governador. “Requer soluções criativas, mensagens de otimismo e programas e obras capazes de criar novas alternativas de crescimento. É nesse contexto que se insere o Inova Goiás, o maior programa de estímulo à inovação e à tecnologia nos setores público e privado criado no País neste ano de forte crise na economia”, afirma.

Ele mostra que o Inova Goiás só se tornou possível porque o Governo goiano fez a lição de casa. “Criamos e a partir de agora vamos ampliar a rede de Institutos Tecnológicos (Itegos) em todas as regiões, para promover a qualificação profissional dos trabalhadores desses polos e a transferência de conhecimento científico para as empresas goianas”, pontua. “Com o Inova Goiás, os polos de excelência serão as rotas da inovação e os Itegos, suas plataformas. Eles atuarão em articulação com a academia, as instituições de pesquisa, o governo federal e o empresariado. Os parques tecnológicos, os Arranjos Produtivos Locais (APLs), as incubadoras e aceleradoras de empresas serão a base da formação e da tecnificação da mão de obra”, completa.

Marconi lembra ainda no artigo que o Inova Goiás foi pensado a partir dos polos de excelência econômica do Estado. “O desenvolvimento do Estado criou diversos polos de excelência na produção agrícola e industrial. Consolidou o polo farmacoquímico, a exploração e produção mineral, a economia do etanol, o setor de tecnologia da informação, a produção de alimentos e a produção de cosméticos, para citarmos alguns exemplos”, afirma. “A meta do Governo de Goiás a partir de agora é estimular e permitir que essas empresas desenvolvam novos produtos. Para isso, o Inova Goiás vai investir mais de R$ 1,1 bilhão em qualificação dos trabalhadores, inovação e tecnologia”, acrescenta o governador.