Goiás em Chamas

Incêndios fazem prefeito de Santa Helena declarar situação de emergência

Nas redes sociais, prefeito acredita que este seja "o momento mais árduo" da vida dos cidadãos do município; (Assista o vídeo)


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 20/09/2019 às 12:42:55

Série de incêndios tem preocupado o prefeito de Santa Helena, que acredita se tratarem de incêndios criminosos (Foto: Reprodução / O Popular)
Série de incêndios tem preocupado o prefeito de Santa Helena, que acredita se tratarem de incêndios criminosos (Foto: Reprodução / O Popular)

Na tarde desta quinta-feira (19), o prefeito de Santa Helena de Goiás, João Alberto Rodrigues (PRP), declarou situação de emergência e calamidade pública no município, em razão dos incêndios que têm atingido a região. O prefeito usou as próprias redes sociais para divulgar vídeo em que ele declara que o município adjacências são “vítimas de ataques criminosos, terroristas e coordenados”.

Rodrigues defende que os supostos ataques trazem diversos prejuízos para os santa-helenenses, tais como sociais, econômicos e saúde. A situação, segundo o prefeito, coloca em risco a vida de todos os cidadãos de Santa Helena. Veja vídeo abaixo:

“Esperamos em breve termos o desfecho de todas essas investigações e de todas essas movimentações. Por hora fica o nosso apelo para que quem souber informações acerca dessas pessoas, desses incendiários, desse grupo que tem trabalhado pela destruição de nossa cidade, que informe a polícia”, enfatiza.

A divulgação ocorreu após o término de uma reunião com o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o secretário de segurança pública Rodney Miranda, que se comprometeram em dar apoio e se empenhar para solucionar a situação do município. No encontro, as autoridades discutiram a possibilidade de aplicação de sanções aos suspeitos de provocar as chamas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, na última quarta-feira (18), os santa-helenenses enfrentaram um incêndio de grande proporções que começou na vegetação local e se alastrou até atingir uma usina em Maurilândia, que foi evacuada antes que o fogo chegasse. Eram quase 400 pessoas dentro dos prédios. Vários carros que estavam estacionados no local também foram atingidos.

A equipe do Corpo de Bombeiros de Santa Helena afirmou que na cidade existem 15 focos de incêndio e que parte da equipe está dividida no combate na usina e no município. As chamas teriam se iniciado em uma fazenda da região e, posteriormente, o fogo se alastrou pela pastagem.

Algumas famílias de uma acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) tiveram de abandonar barracas sob risco de serem atingidas pelo incêndio.

O Mais Goiás tentou, sem sucesso, contatar o sub comandante da Operação Cerrado Vivo, major Eberson Holanda.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira