FOGO

Incendiários podem ser enquadrados na Lei de Segurança Nacional

De janeiro até agora, 8.400 ocorrências de incêndio já foram registradas em Goiás. Nove pessoas foram indiciadas


Aulus Rincon
Do Mais Goiás | Em: 20/09/2019 às 19:25:40

As chamas do incêndio que atinge os parques Altamiro de Moura Pacheco e João Leite já destruíram 1 mil hectares, o que representa 10% da região total. (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
As chamas do incêndio que atinge os parques Altamiro de Moura Pacheco e João Leite já destruíram 1 mil hectares, o que representa 10% da região total. (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Os incendiários que causarem incêndios em matas e áreas verdes de Goiás podem ser enquadrados na Lei de Segurança Nacional, afirma o secretário da Segurança Pública, Rodney Miranda. Ele afirma que tem analisado meios para aumentar a punição a pessoas que atearem fogo. Além disso, o Governo de Goiás anunciou, nesta sexta-feira (20), que uma Força Tarefa já está investigando todos os incêndios que podem ter sido provocados pela ação do homem, no estado.

“Quem coloca fogo em qualquer área que seja não está bem intencionado, e sabe muito bem que as chamas podem chegar até escolas, usinas e cidades, por isso nos já estamos vendo a possibilidade de fazer com que estas pessoas sejam indiciadas em um crime bem mais grave, que está descrito na Lei de Segurança Nacional”, destacou Rodney Miranda.

A punição para quem for enquadrado na Lei de Segurança Nacional tem pena prevista de três até 10 anos de reclusão. Os nove autuados até agora, porém, responderão inicialmente por provocar incêndio em mata ou floresta, delito que está previsto na Lei de Crimes Ambientais, e que tem a pena bem mais branda, com reclusão de dois a quatro anos, além do pagamento de multa.

Do início do ano até agora, segundo dados da SSP, os Bombeiros já atenderam, em todo o estado, 8.400 ocorrências de incêndios. 200 delas somente no último final de semana. No período de um ano, a Polícia Civil já identificou e indiciou nove suspeitos. O último deles foi preso na tarde desta sexta-feira (20) após, segundo as investigações, ter colocado fogo na área que fica perto do Centro Cultural Oscar Niemeyer, na noite de quinta-feira (19).