Saúde

Idosos e funcionários de abrigos em Goiânia também devem receber vacina contra gripe

Ministério Público entrou com ofício para solicitar a vacinação no intuito de prevenir surto


Amanda Sales
Do Mais Goiás | Em: 12/04/2018 às 16:48:22

Vítima ainda não consta nos registros da SES, pois os dados da pasta estadual são até o dia 16 (Foto: Tânia Rêgo/Arquivo/Agência Brasil)
Vítima ainda não consta nos registros da SES, pois os dados da pasta estadual são até o dia 16 (Foto: Tânia Rêgo/Arquivo/Agência Brasil)

Os idosos que estão internados em abrigos de Goiânia e os funcionários destas unidades também devem ser vacinados contra a gripe, contudo, o cronograma de vacinação desta população é diferente. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), quem organiza as datas de imunização nestes casos são os Distritos Sanitários pertencentes à pasta e cada núcleo possui autonomia para definir sua atuação.

O Ministério Público de Goiás (MPGO) solicitou a vacinação especial desta população, no início de março, após oitos casos de mortes de internos da Vila São Cottolengo, em Trindade, com suspeita de vinculação à contaminação pelo vírus H1N1. O promotor de Justiça Haroldo Caetano argumentou que a imunização seria importante para evitar um surto semelhante na capital.

Segundo Haroldo, a medida se faz necessária levando em conta que o que houve na Vila São Cottolengo foi um surto. No ofício, o magistrado destaca ainda o fato de os idosos estarem abrigados, o que facilitaria a transmissão do vírus H1N1 e, por isso, a vacinação é importante, bem como outras ações preventivas necessárias para evitar a contaminação.

A SMS informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a vacinação nas chamadas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) é feita anualmente e ainda vai ser realizada em 2018, mediante administração dos Distritos Sanitários.

Tópicos