Investigação

Identificados dois criminosos que assaltaram joalheria de shopping em Aparecida de Goiânia

Um dos suspeitos que foi filmado entrando na loja. Ele cumpre pena no regime semiaberto


Thais Lobo

Do Mais Goiás | Em: 18/03/2019 às 14:13:39


Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Menos de 24 horas após o crime, a Polícia Civil já identificou dois dos cinco criminosos que assaltaram uma joalheria dentro do Buriti Shopping, em Aparecida de Goiânia, na tarde deste domingo (17). Um dos suspeitos é menor de idade e o outro cumpre pena, também por roubo, no regime semiaberto.

José Walman Paiva Filho, de 26 anos, segundo a Polícia Civil, é o assaltante que foi filmado entrando na Deville Jóias ao lado de um segundo criminoso. Em imagens feitas pelo circuito de segurança da joalheria, José Walman, que estava armado com uma pistola de uso restrito, vestia uma camiseta do São Paulo.

Além dele, a equipe do 5º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia também identificou um segundo assaltante. “Trata-se de um menor de idade que já tem passagem por roubo, e até homicídio, pessoa essa que, no nosso entendimento, assim como o José Walman, que já tem inúmeras passagens criminais, jamais poderia estar nas ruas”, relatou o delegado Carlos Levergger, titular daquela distrital.

Ao saber que as polícias civil e militar já estavam à procura de José Walman, o advogado dele entrou em contato com o delegado, e prometeu apresentá-lo hoje ou amanhã. “Ele deve estar esperando passar o prazo do flagrante para trazê-lo até aqui, mas estamos com nossas equipes em campo desde a tarde de ontem”, pontuou Levergger.

José Walman Paiva Filho é detento do regime semiaberto | Foto: Polícia Civil

Além da Polícia Civil, militares da Rondas Ostensivas Metropolinas (Rotam) também fazem buscas à procura de José Walman. Segundo a Polícia Civil, além dele e do menor de idade, outros dois criminosos participaram da invasão a joalheria, enquanto que um quinto criminoso ficou aguardando por eles do lado de fora do shopping, em um veículo HB20 de cor prata.

Pelo que apurou a polícia, os criminosos usaram duas pistolas no roubo, uma delas equipada com kit rajada, mas não efetuaram nenhum disparo. A joalheria ainda não divulgou o que teria sido levado pelos criminosos. Apesar do roubo, o shopping funcionou normalmente ontem e continua aberto nesta segunda-feira.

Em nota, o Buriti Shopping informou que, durante o incidente, não teve tiroteio, vítimas ou agressões durante o assalto, informação que foi confirmada pela Polícia Civil. O centro de compras também ressaltou que está colaborando com as investigações.

Outros casos

Essa não é a primeira vez que uma joalheria é assaltada no shopping. Em janeiro de 2017, um homem armado invadiu a joalheria Vizzardi e levou R$ 100 mil em correntes e pingentes do estabelecimento. Um mês depois, a mesma loja foi assaltada, dessa vez por dois homens, e levaram R$ 500 mil em mercadorias e chegaram a fazer uma das funcionárias do local como refém.

Levantamento do Mais Goiás aponta que, apenas no ano passado, três joalherias em shoppings da região metropolina de Goiânia foram assaltadas. Em 09 de fevereiro, três assaltantes arrombaram a joalheria Design Joalheiros no Shopping Cidade Jardim, no setor de mesmo nome, em Goiânia.  No dia 18 de julho, três homens armados assaltaram uma joalheria no Goiânia Shopping, no Setor Bueno, em Goiânia, e roubaram R$ 300 mil em mercadoria. No dia 21 de setembro, uma joalheria localizada dentro do Aparecida Shopping foi assaltada por homens fortemente armados.