Cidades

Houve redução em 10 tipos de crimes no Carnaval 2019, diz SSP

Secretário, entretanto, mostrou-se preocupado com o aumento no número de estupros e roubos a residências


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 07/03/2019 às 15:38:37

(Foto: Júnior Guimarães/SSP-GO)
(Foto: Júnior Guimarães/SSP-GO)

Em evento que contou com a participação do governador Ronaldo Caiado, o Secretário da Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda apresentou números que mostram uma queda considerável no número de ocorrências em 10 dos 12 tipos de crimes no Carnaval 2019, em comparação com os cinco dias de festa do ano passado.

Apesar de comemorar, principalmente o fato de nenhum latrocínio (roubo seguido de morte) ter sido registrado em março, Miranda mostrou-se preocupado com o aumento no número de estupros, e roubos a residências.

Entre outros, os números apresentados por Rodney Miranda mostram que os homicídios caíram de 41 para 24, o que representa uma redução de 20,13%, e os roubos de veículos também sofreram uma queda, de 151 em 2018, para 56, em 2019. Durante a solenidade, Caiado elogiou as tropas, e disse acreditar estar no caminho certo para reduzir a violência em Goiás. “As ações preventivas e repressivas previamente estudadas, e colocadas em prática neste período, garantiram a tranqüilidade, e a segurança da população, e estamos caminhando a passos largos para avançar ainda mais”, afirmou.

(Foto: Júnior Guimarães/SSP-GO)

Em 2018, quando o Carnaval aconteceu de 9 a 13 de fevereiro, a SSP registrou dois latrocínios, e este ano, nenhum. Os roubos a residências, porém, saltaram de 34 no ano passado, para 38. Os estupros também apresentaram um aumento de sete, para 10 casos, neste mesmo período.

“Em poucos dias conseguimos reverter o avanço nos casos de latrocínios, que apresentaram alta em janeiro e fevereiro, mas já estão em queda, e com 90% das ocorrências solucionadas”, pontuou Rodney Miranda. “Vamos focar, a partir de agora, na redução dos roubos a residências, e nas ocorrências de estupros, que, infelizmente, na grande maioria dos casos, são praticados por pessoas que fazem parte do relacionamento diário, e tem algum tipo de intimidade com as vítimas”, completou.

O secretário também fez questão de mostrar que, durante os dias de folia, as mortes nas rodovias estaduais reduziram de 34 no ano passado, para 18, em 2019. Miranda concluiu a coletiva destacando que nenhuma ocorrência grave foi registrada no sistema penal do estado durante os cinco dias da Operação Carnaval.