HCAMP

Hospital Regional de Luziânia tem primeira mulher internada

Dezoito pessoas foram atendidas na unidade, na quinta-feira (21); os atendimentos desta sexta não foram divulgados


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 22/05/2020 às 19:39:01

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dezoito pessoas foram atendidas no Hospital Regional de Luziânia, na quinta-feira (21), até às 21h. Nesta sexta-feira (22), ainda não havia atualização sobre o número de atendidos, porém, conforme informado pela assessoria de comunicação do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), organização social (OS) que administra a unidade, uma mulher foi internada. Não foram dados mais detalhes.

A unidade, que inicia com 50 leitos (tendo 72 no total), sendo dez críticos de UTI e o restante para semicríticos, vai atender moradores da região do Entorno do Distrito Federal com com síndromes respiratórias agudas graves, entre elas as causadas pelo novo coronavírus (Covid-19). Dos pacientes que passaram na quinta-feira pela unidade, o mais jovem foi um de cinco anos e a mais velha, uma senhora de 83. No local, é colhido o material e enviado ao laboratório central, sendo que o resultado sai em três dias.

Conforme informado pela assessoria de comunicação do Imed, só ficam internados os que não estão bem. Os demais ficam em casa, isolados dos demais.

Vale destacar que, segundo informado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-GO), a OS já abriu processo seletivo para contratação imediata. O intuito é contratar 138 profissionais: enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal administrativo.

Hospital

Estadualizado após projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), a unidade teve R$ 8 milhões em emendas parlamentares destinadas por deputados goianos para que fosse estruturado. Vale destacar que, inicialmente, a unidade irá atender essencialmente os pacientes com síndromes respiratórias agudas graves, entre elas as causadas pela doença pelo coronavírus 2019 (Covid-19).

Entre os equipamentos, o hospital possui Raio-X, desfibriladores e monitores multiparamétricos. Além disso, ele recebeu dez ventiladores pulmonares recuperados pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Instituto Federal de Goiás (IFG) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) – em um total de 22 (dois ficam na reserva) –, que serão usados em leitos críticos para assistência de pacientes graves.

“É uma região extremamente preocupante e estamos unindo esforços para combater a disseminação do vírus nestes municípios”, afirmou o governador Ronaldo Caiado em visita ao local no dia 14 de maio. Segundo o gestor, 1 milhão de pessoas que vivem no Entorno terão suporte.