Polícia

Homem que jogou menino em quadra pode ter agredido outras crianças

Autor justifica que criança caiu do colo, mas delegada não acredita na versão e aponta que é clara a intenção de machucar garoto de 5 anos


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 18/12/2018 às 17:16:47

Homem joga criança de 5 anos no chão, em condomínio do Setor Marista, em Goiânia (Foto: Reprodução de Vídeo)
Homem joga criança de 5 anos no chão, em condomínio do Setor Marista, em Goiânia (Foto: Reprodução de Vídeo)

Situação em que homem é flagrado enquanto joga um menino de 5 anos pode não ser a primeira. Um vídeo que circula nas redes sociais provocou reações de internautas. O fato ocorreu na última segunda-feira (17), em um condomínio da T-38 do Setor Bueno, em Goiânia. Em depoimento, autor justificou que criança caiu do colo dele, mas delegada não acredita na versão e diz que a intenção de machucar foi clara.

Titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Paula Meotti vai dar prosseguimento à investigação. Ela apura o caso como tentativa de agressão, já que no exame de corpo de delito não foram apresentadas lesões. “Não causaram lesões, e estamos apurando como tentativa, mas está claro que houve intenção de machucar, porque o menino foi arremessado no chão, ao contrário do que ele (o autor) diz, que pegou o menino no colo e que ele caiu por se debater”.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em

O homem estava no parquinho com outras três crianças, incluindo o próprio filho, de 2 anos. Uma menina, de 6 anos e o de 5, que aparece sendo jogado pelo condômino. As crianças brincavam com uma bola e, no depoimento à polícia, o adulto disse que faziam chacota com o filho dele, o que provocou a reação agressiva.

Mãe de uma das crianças do condomínio, que preferiu não ser identificada por temer reações do homem, disse que a filha dela já foi agredida por ele em outra situação. A mulher disse que a garota foi expulsa da brinquedoteca do prédio.

A delegada disse que fará diligências no local e ouvirá testemunhas nesta semana.