Homem que fugiu depois de tentativa de homicídio é preso em Jataí após 15 dias

Vítima teve que reconstruir a orelha e o canal auditivo

Foragido há quase dois meses é preso suspeito de tentativa de homicídio, em Mineiros
Foragido há quase dois meses é preso suspeito de tentativa de homicídio, em Mineiros (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu H.P.C. por tentar matar um homem de 33 anos no começo de maio, em Mineiros. H.P.C. pediu dinheiro para a vítima, mas não foi atendido e se vingou com golpes de faca contra a orelha do rapaz. Desde então, ele estava desaparecido.

O delegado Thiago Martinho, responsável pelo caso, diz que o homicídio só não aconteceu porque o esfaqueado fugiu. “A vítima ficou muito ferida, teve que fazer cirurgia para reconstrução da orelha e do canal auditivo”.

Após procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a vítima registrou um boletim de ocorrência e a Justiça autorizou a prisão preventiva. Mas o suspeito fugiu. A polícia o descobriu após quase dois meses por causa de uma denúncia anônima. “Ele se escondeu em Jataí por 15 dias”, disse Thiago.

O suspeito já tem passagem por vias de fato (atos agressivos de provocação praticados contra alguém) e poderá responder, caso condenado, pelo crime de homicídio qualificado tentado, podendo pegar até 14 anos de prisão.

Outro caso

Também em Mineiros, uma briga de bar que terminou com parte de uma orelha arrancada com mordida. A confusão, iniciada no estabelecimento, teria sido contida, mas teria recomeçado depois que suspeito da lesão corporal foi até a casa do rival.

O delegado Thiago Martinho informou que o motivo da briga ainda não foi descoberto. No entanto, apurou-se que os envolvidos eram amigos. Até o momento, o que se sabe é que as discussões se iniciaram em bar do Setor Iores. “Um deles sacou uma faca e eles entraram em luta corporal”, detalhou.

Após serem contidos e irem embora, um dos envolvidos foi até a residência do outro homem e reiniciou a confusão. Foi então que a vítima teve parte da orelha arrancada. Thiago informou que os envolvidos e testemunhas deverão ser ouvidos ainda nesta semana.

Caso seja considerado culpado, o homem poderá responder pelo crime de lesão corporal gravíssima, por causar deformidade. O crime é grave pois causa desconforto e humilhação para a vítima.

Suspeito de arrancar orelha de colega teria dito que ‘não consegue parar de matar’; leia.