Goiânia

Preso suspeito de usar quarto de aluguel para tráfico de drogas no Setor Universitário

Foram apreendidos aproximadamente um quilo de maconha, duas balanças de precisão, além de aproximadamente 70 gramas de cocaína, cordões, pulseiras e anéis


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 07/08/2019 às 10:10:53

Drogas foram apreendidas em dois locais, um deles um quarto de aluguel no Setor universitário (Foto: Divulgação/Giro)
Drogas foram apreendidas em dois locais, um deles um quarto de aluguel no Setor universitário (Foto: Divulgação/Giro)

Um homem de 24 anos foi preso por suspeita de tráfico de drogas no Setor Universitário, na noite de terça-feira (6). Segundo relato da Polícia Militar (PM), a equipe do Giro Comando abordou o jovem após atitude considerada suspeita e foi informada por ele que guardava drogas em dois locais, um deles um quarto de aluguel. Foram apreendidos aproximadamente um quilo de maconha, duas balanças de precisão, além de aproximadamente 70 gramas de cocaína, cordões, pulseiras e anéis que estavam escondidos em um saco de ração para cachorro, na casa da mãe do suspeito.

O suspeito foi abordado próximo a um prédio com quartos para aluguel. Ele estava com uma pequena quantidade de maconha e revelou que usava o quarto para depósito e comercialização de entorpecentes, de acordo com a PM. No local, a equipe encontrou uma bolsa de couro com três pedaços de maconha, de aproximadamente um quilo, bem como duas balanças de precisão.

O detido disse que morava com sua mãe e que na casa dela havia mais drogas. A equipe foi até o local e apreendeu aproximadamente 70 gramas de cocaína dentro do mencionado saco de ração, além de sete cordões e pulseiras, supostamente de prata, e oito anéis. De acordo com a PM, o suspeito disse que o material teria sido adquirido em trocas por drogas.

A PM relata que foram encontrados dezenas de adesivos com estampa de peixe, alusivos à cocaína tipo escama de peixe; adesivos com folha de sete pontas, em referência à maconha; e adesivos de barril de óleo, relativos ao crack. Eles seriam utilizados pelo suspeito para marcar as drogas que comercializava.