TIROTEIO

Homem grava tentativa de homicídio durante perseguição em Goiânia; vídeo

Uma pessoa acabou sendo atingida de raspão. O suposto alvo dos tiros não foi alvejado


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 19/08/2020 às 13:12:40

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma tentativa de homicídio em uma avenida de grande movimentação em Goiânia. (Foto: reprodução/redes sociais)
Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma tentativa de homicídio em uma avenida de grande movimentação em Goiânia. (Foto: reprodução/redes sociais)

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma tentativa de homicídio em uma avenida de grande movimentação em Goiânia. O caso ocorreu no último domingo (16), mas as imagens só foram divulgadas na terça-feira (18). Os disparos foram feitos na Av. Mangalô, no Setor Morada do Sol, região Noroeste da capital, e deixaram uma pessoa ferida. O suposto alvo dos disparos não foi alvejado.

Nas imagens, é possível observar  quando um homem – sentado no banco do passageiro de um carro – efetua vários disparos contra um veículo logo a frente. Ao menos 25 disparos são efetuados. Então, a imagem fica completamente preta e é possível escutar outras pessoas conversando ao fundo: “vamos vazar, mano. Vamos vazar”.

Um segundo vídeo que também circula na internet mostra o suposto alvo dos disparos. Na gravação, ele diz que era o motorista do carro atingido pelos tiros. “Tentaram me matar, véi, olha aí pro cê vê, ó (SIC), não sei quem foi. Ônix branco. Olha o tanto de tiros que deram no meu carro, na Mangalô, lá no Noroeste. Olha o tanto de tiros que deram no carro. A sorte é que o carro é blindado (sic)”.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a suspeita é de que os tiros tenham sido efetuados com uma pistola adaptada com instrumento conhecido como kit rajada, que tem capacidade de realizar 30 disparos. Ainda conforme afirma a corporação, uma pessoa acabou sendo atingida de raspão e ficou ferida. Até o momento não há detalhes sobre o estado de saúde dela.

A Polícia tenta localizar os envolvidos nos disparos. A motivação da tentativa de homicídio também é apurada.