RECHEIO ESPECIAL

Homem ganha indenização na justiça depois de encontrar porca de metal em pacote de rosquinas, em Anápolis

Empresa respondeu ao consumidor que uma das peças de seu maquinário se soltou e que objeto foi processado em meios às bolachas


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 22/05/2020 às 19:59:14

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A justiça condenou a empresa Café Rancheiro a pagar uma indenização de R$ 10 mil um consumidor que achou um objeto metálico dentro de um pacote de rosquinhas em Anápolis, a cerca de 60 km de Goiânia. Uma porca de metal se soltou das máquinas e foi parar dentro de um pacote do alimento.

De acordo com os autos, Edson Gomes Peixoto comia as rosquinhas com a neta de quatro anos em novembro de 2019. Em determinado momento ele percebeu que em uma das bolachas havia um objeto estranho. Ao verificar o alimento, achou uma porca de metal presa a uma delas.

O consumidor ligou no SAC da empresa e após alguns dias de espera, recebeu a resposta via WhatsApp que dizia: “uma das peças de seu maquinário se soltou, logo, tal porca de metal veio a ser processada em meios às bolachas”. Edson então entrou com um processo na 1ª Vara Cível de Anápolis.

Rosquinhas em condições impróprias

O juiz responsável pelo caso, Eduardo Walmory Sanches, ressaltou que o dano moral é cabível uma vez que o alimento foi consumido em condições impróprias. Além disso, a situação ofereceu de risco à saúde do consumidor.

Eduardo afirmou ainda que a empresa não só reconheceu a existência do objeto como tratou a questão com descaso. “A ré confessa e reconhece a existência do corpo estranho (porca metálica) no interior da bolacha. A mera leitura do Whatsapp enviado pelo SAC da empresa confirma tal situação fática”.

O Mais Goiás tentou contato com a Café Rancheiro, entretanto, não conseguiu contato com a empresa até o fechamento da matéria, às 17h55. O espaço está aberto para manifestação.