Do Mais Goiás

Homem executado em carro de luxo em Uruana já cumpriu pena por homicídio, diz PC

Sílvio Adriano de Oliveira também era conhecido por emprestar dinheiro a juros. Assassinato foi registrado por câmeras de segurança

O homem de 55 anos executado dentro de um carro de luxo na cidade de Uruana já cumpriu pena pelo crime de homicídio. (Foto: reprodução)
O homem de 55 anos executado dentro de um carro de luxo na cidade de Uruana já cumpriu pena pelo crime de homicídio. (Foto: reprodução)

A Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese de motivação para o assassinato de Sílvio Adriano de Oliveira, de 55 anos, que foi executado a tiros dentro de um carro de luxo no Centro de Uruana, na tarde de segunda-feira (7). Já se sabe, porém, que a vítima tinha condenação por homicídio e era conhecida por emprestar dinheiro a juros na cidade.

Câmeras de um comércio próximo de onde aconteceu a execução registraram o momento em que Sílvio Adriano estaciona o carro modelo Camaro. Poucos segundos depois, o homem é atingido com dois tiros disparados à queima roupa pelo carona de um carro branco. A princípio, a suspeita é de que o carro do atirador seja um Fiat Pálio.

A expectativa do delegado de Uruana, André Veloso, é que imagens de outras câmeras segurança da cidade possam ajudar os policiais na identificação do veículo usado pelo assassino.

“Nenhuma hipótese está descartada, nós vamos manter as investigações em sigilo. Estamos ouvindo parentes, amigos e testemunhas, mas já apuramos que a vítima cumpriu uma condenação por assassinato alguns anos atrás e emprestava dinheiro a juros aqui na cidade”, pontuou.

No dia do crime, circulou a informação em Uruana que Sílvio Adriano estaria envolvido também em disputas por terras, mas essa informação não foi confirmada pelo delegado, que repetiu não descartar nenhuma linha de investigação.