Homem entra em restaurante e furta bolsa de cliente, em Goiânia

De terno e com celular na orelha o tempo todo, homem espera oportunidade, e é gravado por câmeras de monitoramento do local


Jairo Menezes

Do Mais Goiás | Em: 18/05/2018 às 18:12:39


Sem ser percebido, homem pega bolsa de mulher e vai embora (Foto: Reprodução)
Sem ser percebido, homem pega bolsa de mulher e vai embora (Foto: Reprodução)

Uma endodontista que almoçava em um restaurante de Goiânia foi vítima de um furto na tarde desta sexta-feira, 18, em Goiânia. A mulher estava com colegas de profissão em um restaurante de alto padrão, no Jardim Goiás, quando deixou a bolsa na cadeira ao lado. Ela não percebeu quando o suspeito se aproximou e levou a bolsa com tudo o que tinha.

Camila Caixeta e Silva Ramos é endodontista, e disse que estava em um seminário com profissionais da área de atuação, em um hotel nas proximidades, quando definiram almoçar no restaurante que fica na Avenida Jamel Cecílio. A mulher contou que só percebeu que havia sido vítima, quando procurou a bolsa para fazer o pagamento.

Com terno e uma mochila nas costas, o homem circula pelo estabelecimento como se estivesse em busca de algo, ou alguém, como mostram as imagens do local. Ele fica um tempo próximo à mesa que as mulheres estão, mas virado para outra direção. Nesse momento, discretamente, o homem pega a bolsa e sai sem ser interrompido.

 

“Estou nem saber nem como fazer para buscar meu carro. As chaves do carro, de casa, documentos, além de carteira com cartões e dinheiro estavam tudo dentro da bolsa”, revela a mulher, ainda na delegacia, enquanto fazia o Registro de Atendimento Integrado (RAI).

Procurada, a gerente administrativa do estabelecimento Kelly Silva disse que o restaurante já prestou todo o atendimento necessário para a cliente, ao fornecer as imagens de monitoramento para ela procurar a polícia e fazer a denúncia.

“Nós não nos responsabilizamos pelos pertences deixados pelos clientes. Os itens pessoais são de responsabilidade individual de cada um”, respondeu ao ser perguntada se a administração buscará de alguma forma ressarcir, pelo crime ter acontecido no local.