Latrocínio

Homem é preso suspeito de matar professor universitário, em Goiatuba

Segundo a PC, o suspeito confessou o crime. Professor foi estrangulado com um auxílio de um fio


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 25/04/2019 às 19:00:15

Homem confessou participação na morte do professor (Foto: Divulgação/PC)
Homem confessou participação na morte do professor (Foto: Divulgação/PC)

Wallison Moura Silva, de 24 anos, foi preso, nesta quarta-feira (25), suspeito do latrocínio que vitimou o professor universitário Sebastião Pereira de Sousa, de 64 anos em Goiatuba). Segundo a Polícia Civil (PC), o suspeito conhecia a vítima e aproveitou disso para cometer o crime, que aconteceu no último domingo (21).

De acordo com o delegado Patrick Carniel, Wallison confessou o crime e alegou que matou o professor para não ser reconhecido. A vítima teria buscado o suspeito em casa, com o veículo que foi roubado, para assistirem um filme. “Neste momento, ele aproveitou o momento em que o homem colocava o filme no DVD e o estrangulou com o auxílio de um fio”, conta.

Após o crime, Walisson fugiu com o veículo, relógio e pulseiras de ouro da vítima. Durante a fuga, Wallison parou para abastecer o carro, pois iria vendê-lo em Aparecida de Goiânia. Mas no caminho ele se envolveu em um acidente na GO-320.

O relógio da vítima foi apreendido com o suspeito e as demais pulseiras foram apreendidas com um comerciante, que as comprou de Walisson, e foi detido em flagrante por receptação qualificada. Ainda consta no registro policial que o suspeito tentou convencer um menor de idade para participar o crime, porém o adolescente recusou o convite.

Segundo o delegado, caso condenado, Walisson, que já possui passagens por desacato e resistência, pode pegar uma pena que varia de 20 a 30 anos de prisão. Já o comerciante pode pegar de 3 a 8 anos mais o pagamento de multa. Ambos estão detidos no presídio de Goiatuba.

Homem encontrado morto dentro de casa (Foto: Reprodução/Redes Sociais)