Motivo fútil

Homem é preso suspeito de atropelar propositalmente o ex-sogro, em Goiânia

Familiares da vítima relataram que o suspeito teria ficado com ciúmes ao ver a ex-mulher comemorando o término do relacionamento com a família e jogou o carro em cima deles


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 09/01/2019 às 13:25:11

Central de Flagrantes de Goiânia. (Foto: Reprodução/Facebook)
Central de Flagrantes de Goiânia. (Foto: Reprodução/Facebook)

Um homem de 43 anos foi preso suspeito de atropelar propositalmente o ex-sogro na madrugada desta quarta-feira (9), no Setor Madre Germana 2, em Goiânia. De acordo com a filha da vítima, ex-mulher do suspeito, o homem teria ficado com ciúmes ao vê-la bebendo na porta de casa com os amigos. O suposto autor nega as acusações e diz que o atropelamento foi acidental.

De acordo com a delegada responsável pela investigação do caso, Adriana Ribeiro de Barros, a filha da vítima teria terminado o relacionamento com o suspeito e realizava a mudança para a casa do pai.

Após a conclusão da mudança,  a mulher se reuniu com amigos e familiares e foram comemorar o término na porta de casa, momento em que o ex-marido passou pelo local, deu a volta no quarteirão e, em seguida, jogou o carro em cima do grupo que estava na calçada.

O veículo atingiu o ex-sogro, que sofreu fratura exposta na perna esquerda. Ele foi socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia. Em nota, a unidade informou que o paciente passou por cirurgia com a equipe ortopédica durante a madrugada e, no momento, está internado na sala de recuperação anestésica. O paciente está orientado, consciente, e respirando de forma espontânea.

Após o atropelamento, a Polícia Militar (PM) foi acionada e os familiares informaram onde o suspeito morava. Os policiais foram até o local, que também fica no Madre Germana 2, e prederam o homem.

Na Central de Flagrantes, o suspeito negou o atropelamento proposital e relatou que o carro havia estragado e que, ao tentar realizar um tranco no veículo, o mesmo acelerou e passou por cima da perna do ex-sogro. No entanto, os familiares informaram que o atropelamento aconteceu posteriormente ao carro ter estragado, e que ele chegou a dar uma volta no quarteirão.

O suspeito passou por teste do etilômetro que constatou a embriaguez ao volante. Ele foi autuado por tentativa de homicídio qualificado e embriaguez ao volante.