Estelionato

Homem é preso por estelionato enquanto tentava aplicar novo golpe

O suspeito foi preso dentro de uma agência bancária enquanto tentava fazer um empréstimo de R$ 10.000,00, em nome de outra pessoa.





//

Usado carteira de identidade, contracheque e comprovante de endereço falsos o autônomo Rogério Nunes Portal, de 35 anos se especializou em conseguir empréstimo consignado em nomes de outras pessoas. No final da tarde de ontem ele foi preso em flagrante mais uma vez no momento em que retiraria R$ 10 mil em nome de um aposentado que mora em Rubiataba, Minas Gerais.

Funcionários de uma empresa que trabalha com empréstimos procuraram a Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) e informaram estarem desconfiados de um suposto aposentado que tentava conseguir um consignado. Ao verificar a documentação apresentada por Rogério Nunes, os agentes chegaram ao aposentado mineiro de 65 anos, que afirmou não ter solicitado nenhum tipo de empréstimo.

Os policiais ficaram de prontidão e no momento em que o autônomo chegou para retirar o dinheiro em uma agência bancária no Centro da Capital recebeu voz de prisão. Durante o flagrante, o responsável pela investigação, Delegado Frederico Dias Maciel, adjunto da Decon, descobriu que Rogério já foi preso pelo mesmo crime em 2013 e 2014 pela Polícia Federal, e inclusive cumpriu dois meses de prisão de uma pena de dois anos e dois meses.

Em depoimento, o autônomo disse ter adquirido a identidade e demais documentos falsos na Praça do Bandeirante, e contou ter pago por eles R$ 1 mil. Rogério foi autuado em flagrante por estelionato e uso de documentos falsos, crimes que tem pena de reclusão de um a sete anos de reclusão.

Tópicos