CPI da Petrobras

Homem é preso após soltar ratos durante sessão da CPI da Petrobras

A ação do manifestante gerou bate boca entre parlamentares - Jorge Solla (PT-BA) acusou o Delegado Waldir (PSDB-GO) de envolvimento no episódio




//
//

Um homem foi detido pela Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados depois de soltar cinco roedores no plenário da CPI da Petrobras, na manhã desta quinta-feira. O episódio tumultuou a sessão antes da oitiva do tesoureiro do partido, João Vaccari Neto.  

Os roedores (dois ratos, dois hamsters e um esquilo da Mongólia) foram soltos logo após a entrada de Vaccari à sala, que chegou acompanhado por deputados do PT.

A ação do manifestante gerou bate boca entre parlamentares – Jorge Solla (PT-BA) acusou o Delegado Waldir (PSDB-GO) de envolvimento no episódio. “Você tem que provar”, reagiu o deputado, que quer desculpas formais do PT.

O relator da CPI, Luiz Sérgio (PT-RJ), acredita em uma atitude encomendada. “Queria registrar minha insatisfação com uma ação encomendada. O circo armado mostra o nível que nós estamos”, disse o relator da CPI, Luiz Sérgio (PT-RJ).