Cidades

Homem é preso após ameaçar esposa em vídeo

O término do relacionamento teria sido a motivação das ameaças. A mulher e os filhos mudaram de estado por medo do ex-marido


Thaynara Cunha

Do Mais Goiás | Em: 03/01/2019 às 15:03:24


(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Um homem foi preso na noite desta quarta-feira (2), no município de Itumbiara, a 209 quilômetros de Goiânia.  Alex Tavares Vieira, de 40 anos, gravou um vídeo em que ameaçava matar a esposa com uma faca e, em seguida, cometer suicídio mesmo que ela acionasse a polícia. Alex estava foragido há nove meses, o mandado de prisão preventiva foi expedido em abril de 2018.

Segundo a Polícia Civil (PC), o casal vivia junto há 17 anos e tinha dois filhos. Quando denunciou as ameças, a esposa teria dito à corporação que Alex não tinha histórico de violência com ela e os filhos. Antes dele gravar o vídeo, o casal teria discutido porque o caminhoneiro não aceitava o término do relacionamento. Ele teria quebrado alguns objetos e depois saído de casa.

“Se não for minha, não será de mais ninguém”

De acordo com o delegado responsável pela prisão, Vinícius de Castro Pena, após sair de casa, Alex teria começado a ameaçar a esposa de várias formas. O homem chegou a tirar fotos do local de trabalho da mulher e a gravar um vídeo mostrando qual faca seria usada para cometer o homicídio. À época, o vídeo viralizou nas redes sociais e causou grande comoção.

Veja o vídeo na íntegra abaixo:

Após o registro da denúncia, ema 29 de abril foi expedido um mandado de prisão preventiva em desfavor de Alex, pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Itumbiara. Ao descobrir o mandado, o caminhoneiro fugiu e desde então é considerado foragido pela Justiça desde então.

“Depois das ameaças, a mulher pegou os filhos e saiu do estado. Ela estava com medo de a qualquer momento encontrar o esposo e ele tentar algo contra a vida dela e dos filhos”, conta o delegado.

Prisão Preventiva

Ainda segundo informações da PC, Alex teria voltado recentemente para Itumbiara e, após uma denúncia anônima, ele foi preso em um bar no Setor Nossa Senhora da Saúde. Ele foi conduzido para a Unidade Prisional de Itumbiara e permanecerá recluso. Alex ficará à disposição do Poder judiciário, que define a pena que ele deve cumprir.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo