Do Mais Goiás

Homem é morto após atacar policiais e exaltar Lázaro em redes sociais, no Maranhão

Polícia enviou equipes à residência do homem pois temia que ele realizasse crimes semelhantes

Lázaro Barbosa é suspeito de matar família inteira no DF e empreender fuga para Goiás. Buscas ocorrem em Edilândia (Foto: divulgação/PC)
Esposa de 19 anos afirma que homem “é um pai dedicado” e teme pela morte do companheiro (Foto: divulgação/PC)

Um homem morreu após, supostamente, trocar tiros com policiais civis da Delegacia Regional de Presidente Dutra, no estado do Maranhão. Segundo os agentes, as equipes receberam denúncias de que homem estaria realizando publicações exaltando os crimes cometidos pelo foragido Lázaro Barbosa, em seus perfis pessoas nas redes sociais, e ainda ‘dando a entender que faria algo semelhante’.

O caso aconteceu na última quinta-feira (17), no Povoado Calumbi. Em nota, a Polícia Civil informou que enviou equipes à residência do homem, identificado como Hamilton Cesar Lima Bandeira, pois temia que ele realizasse crimes semelhantes aos de Lázaro, já que suas postagens na internet faziam apologia ao crime e indicavam que ele aprovava os comportamentos do foragido do entorno do Distrito Federal.

Segundo a corporação, quando os policiais chegaram na casa, o rapaz estava apenas na companhia de um idoso de 90 anos e não atendeu a ordem policial, tentando atacar os agentes. Por esse motivo, a equipe efetuou disparos de arma de fogo contra o Hamilton, que ficou gravemente ferido.

Hamilton chegou a ser levado ao hospital com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda em nota, a Delegacia lamentou a morte do homem e se solidarizou com a família. Ainda segundo a corporação, foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte. Confira abaixo a nota na íntegra.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por 13 DELEGACIA REGIONAL (@delegaciapresidentedutra)