Do Mais Goiás

Homem é agredido e baleado por causa de ‘selinho’ gay, na Bahia

A vítima estava em um bar e foi questionada "se não tinha vergonha de fazer isso na frente de pais de família”; crime é investigado

Homem é baleado e agredido após trocar carinhos com outro rapaz, na Bahia
Os suspeitos do ataque são um grupo de homens, porém os envolvidos não foram encontrados, pois fugiram do local

Um homem de 33 anos foi agredido e baleado com 4 tiros por causa de um ‘selinho’, um beijo gay. O caso aconteceu na noite do último domingo (20), em um bar no município de Camaçari. Marcelo Macedo foi encaminhado ao Hospital Geral de Camaçari (HGC), onde está internado até esta terça-feira (22). De acordo com a família, ele passa bem.

A delegada Thais Siqueira afirmou que a vítima contou que antes do ataque foi questionada “se não tinha vergonha de fazer isso na frente de pais de família”. A pessoa se referia ao fato de que Marcelo deu um beijo e trocou carinho em público com outro rapaz.

Os suspeitos do crime são vários homens. O grupo não foi encontrado, pois todos fugiram do local. “Ele conta que estava com um ‘ficante’ no bar, trocando carícia normais de casais, e chegou a ter um beijo, um selinho. Foi quando uma pessoa se aproximou e perguntou. Ele levantou para se explicar e começou a ser agredido por várias pessoas”, relata Thais.

O crime é investigado por Thais. De acordo com a delegada, as câmeras de segurança do bar serão analisadas e testemunhas serão ouvidas. “É um absurdo a gente estar convivendo no país com crimes desse tipo”, relatou a delegada.

*Com informações do site G1 Bahia