IPORÁ

Homem confessa que matou namorada porque ela tinha que cuidar do filho

Suspeito diz que vítima "não quis passar mais tempo com ele em um encontro", então ele atirou várias vezes contra a mulher e a jogou no chão


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 09/10/2020 às 19:17:16

(Foto: Polícia Civil)
(Foto: Polícia Civil)

Na última quinta-feira (8), foi preso o homem suspeito de balear Elizana Oliveira Gonçalves, 27 anos, em Iporá, município a 226 km de Goiânia. Elizana foi baleada na cabeça no dia dois deste mês, não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo o delegado Antônio Machado Azevedo, o suspeito confessou o crime e disse que atirou na vítima “porque ela tinha que cuidar do filho e não quis passar mais tempo com ele em um encontro”.

De acordo com familiares da vítima, os dois estavam juntos há apenas quatro dias.

“O casal estava dentro de um carro quando se desentenderam porque Elizana queria voltar para casa porque teria deixado o filho, de 7 anos, sozinho. Eles brigaram dentro do veículo e, chegando perto da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Iporá, o homem parou o carro, desferiu os disparos contra Elizana, a jogou no chão e fugiu levando a arma do crime”, explica Azevedo.

O crime aconteceu no dia 2 de outubro. Elizana foi socorrida com vida e, por conta da gravidade dos ferimentos, foi transferida para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Ela ficou internada até a última quarta-feira (7), quando não resistiu e veio a óbito.

O suspeito foi localizado pela Polícia Militar (PM) na GO-060. A arma utilizada no crime foi apreendida pela polícia e o indivíduo encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil (PC). Ele responderá por feminicídio.

Homem confessa que matou namorada porque ela tinha que cuidar do filho, em Iporá

Elizana Oliveira Gonçalves tinha 27 anos de idade (Foto: Reprodução Redes Sociais)

Homem confessa que matou namorada porque ela tinha que cuidar do filho, em Iporá

Arma utilizada no crime (Foto: Polícia Civil)