Do fundo do mar

Homem bate cinco vezes em tubarão e salva a vida da filha nos EUA, diz família

Jovem amputou a perna esquerda e alguns dedos. Menina disse para as pessoas continuarem a respeitar os tubarões "eles continuam sendo bons"


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 04/06/2019 às 16:13:34

Amigos da família abriram um financiamento coletivo para custear a recuperação de Paige Winter após o ataque de tubarão (Foto: Reprodução/Facebook)
Amigos da família abriram um financiamento coletivo para custear a recuperação de Paige Winter após o ataque de tubarão (Foto: Reprodução/Facebook)

No último domingo (2) Paige Winter, 17 anos, passava o dia com a família na praia de Fort Macon, Carolina do Norte, quando foi atacada por um tubarão. Contudo, segundo a família de Paige, o pai da garota deu cinco socos no animal para que ele soltasse a menina. Ela sobreviveu ao ataque, mas precisou amputar a perna esquerda do joelho para baixo e alguns dedos.

De acordo com os bombeiros locais, ela sofreu “profundas lacerações na perna, pélvis e partes da mão”.

Amigos da família abriram um financiamento coletivo na internet para pagar os gastos de Paige com cirurgia, terapia, próteses, recuperação e os dias ausentes de trabalho do pai, Charlie. “O pai de Paige, fuzileiro naval, bombeiro e paramédico, serviu seu país nos últimos 20 anos. É hora de nos reunirmos para ajudar sua família”, disseram amigos no site.

Em um dia, mais de 700 pessoas doaram e conseguiram ultrapassar o valor inicial pedido pelo financiamento, de US$ 25 mil (aproximadamente R$ 97 mil). Tanto na página das doações quanto no Facebook da avó e da menina, diversas pessoas deixavam recados positivos. Do hospital, a família soltou uma nota agradecendo o suporte e ao “heroico pai que salvou sua vida”.

“Apesar dessa infeliz circunstância, Paige é uma defensora da vida marinha e dos animais que vivem na água. Ela deseja que as pessoas continuem a respeitar os tubarões em seu ambiente e sua segurança”, diz o comunicado. A mãe de Paige, Marcy Winter, disse que sua filha “quer que todos saibam que tubarões continuam sendo bons”. Ainda não se sabe qual espécie de tubarão foi responsável pelo ataque.