Buteco do Simprão

Homem atira contra bar lotado em Goiânia, causa pânico e deixa uma pessoa baleada

Segundo relatos de testemunhas ao Mais Goiás, os seguranças teriam retirado um homem a força do local. Pouco tempo depois, o mesmo homem teria passado de carro e efetuado vários disparos contra o bar.


Altemar Santos
Do Mais Goiás | Em: 11/08/2018 às 23:32:11

Um suspeito foi identificado, mas por enquanto, seu nome será preservado (Foto: Leitor/Via WhatsApp)
Um suspeito foi identificado, mas por enquanto, seu nome será preservado (Foto: Leitor/Via WhatsApp)

A expulsão de um cliente por seguranças de um bar por ter sido o motivo para um homem efetuar vários disparos contra o estabelecimento. O caso aconteceu na noite deste sábado (11) no Buteco do Simprão localizado na Avenida Pedro Ludovico, no Setor Sudoeste. Uma pessoa acabou sendo atingida por um disparo.

Segundo relatos de testemunhas ao Mais Goiás, os seguranças teriam retirado um homem a força do local. Pouco tempo depois, o mesmo homem teria passado de carro e efetuado vários disparos contra o bar.  No momento dos disparos, o local estava cheio de cliente.


Ao ouvirem os disparos, várias pessoas se jogaram no chão tentando se proteger dos disparos. Houve muita gritaria e desesperos por partes dos frequentadores do local. De acordo com a Polícia Militar, o homem estaria em um HB20.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma pessoa foi atingida por um tiro no braço. Ela foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Não foi informando o seu estado de saúde.

Até o momento a  Polícia Militar ainda não conseguiu identificar o suspeito.

Em nota,  Allan Luís Magalhães Dutra, proprietário do local, disse que não conhece o autor dos disparos e que também “desconhece a motivação” dos disparos contra o bar.

Leia a nota:

“Deixa claro que desconhece o autor dos disparos, assim como também desconhece a motivação. Informo, que graças Deus, não ouve vítimas, somente alguns arranhões devido à quebra de vidros.

A empresa confia na competência e no trabalho da Polícia Militar e Civil, acredita e espera que o crime seja esclarecido o mais breve possível e que o responsável não saia impune.

Estamos a inteira disposição de todos os clientes que estavam presentes no estabelecimento no momento do ocorrido, como também a qualquer pessoa que tenha interesse nas informações.

Repudiamos qualquer tipo de violência e aguardamos a solução do ocorrido. Informamos também que a casa estará funcionando normalmente em seus dias habituais.

Assinado: Allan Luís Magalhães Dutra, proprietário”