Violência contra a mulher

Homem ameaça queimar a ex-companheira viva no DF

Ele já é investigado por tentativa de feminicídio contra a mesma vítima, em Formosa, e está foragido


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 09/07/2019 às 17:33:48

Carlos Eduardo Soares de Farias. (Foto: Reprodução)
Carlos Eduardo Soares de Farias. (Foto: Reprodução)

Um homem teve prisão preventiva decretada depois de ameaçar matar a ex-companheira no Distrito Federal (DF). Carlos Eduardo Soares de Farias, de 38 anos, teria feito as declarações para uma amiga da vítima por meio de um aplicativo de mensagens e está foragido. Ele é motorista de aplicativo.

As mensagens foram enviadas no mês passado. Em áudio, Carlos fez ameaças à vítima e à família dela. Ele disse que vai “dar três tiros na cabeça da mulher”. Em seguida, afirmou que queria “colocar fogo nela viva e ficar sorrindo depois”.

O caso é investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do DF, local onde a mulher fez a denúncia. Carlos já é investigado por tentativa de feminicídio contra a mesma vítima. Ele é suspeito de ter esfaqueado a ex-companheira três vezes no dia 17 de maio, em Formosa, no entorno do DF. O crime é investigado pela Polícia Civil de Goiás, que afirmou que não há novas informações sobre o caso.

Proteção judicial

Depois da tentativa de feminicídio, a Justiça determinou que Carlos não entre em contato com a vítima por qualquer meio. Ele também está proibido de ficar a menos de 200 metros dela.

A decisão afirma que as medidas protetivas são necessárias porque as partes estariam em conflito, “permeada por sérias agressões”. O texto diz, ainda, que “a ninguém é permitido o abuso nas relações sociais e conjugais e que caso ocorram situações de eventual descontrole, é autorizada a intervenção do Estado”.

Com informações de G1