Relações de consumo

Hipermercado deve pagar R$ 30 mil a cliente goiana que se feriu com carrinho de compras

Segundo o TJGO, a mulher fraturou o braço após uma das rodinhas do carrinho de compras travar e a vítima acabar caindo no chão


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 12/09/2019 às 10:09:03

Cliente fraturou o braço após carrinho de compras travar uma das rodas e a vítima cair no chão (Foto: Reprodução / Irish Examiner)
Cliente fraturou o braço após carrinho de compras travar uma das rodas e a vítima cair no chão (Foto: Reprodução / Irish Examiner)

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) condenou o Hipermercado Carrefour a pagar R$ 30 mil de indenização a uma cliente que sofreu acidente com um carrinho de compras dentro de uma das unidades da rede. Caso ocorreu em agosto de 2014, em uma cliente goiana que estava a passeio em Uberlândia. A vítima empurrava o carrinho de compras rumo ao caixa quando uma das rodinhas dianteiras travou e a cliente caiu e fraturou o antebraço. De acordo com o TJGO, como a mulher é moradora de Itumbiara, em Goiás, a ação foi julgada neste Estado. Decisão foi do juiz Sílvio Jacinto Pereira.

Com a queda, a vítima fraturou um dos ossos que se estende do cotovelo até o punho. Foi necessária uma intervenção cirúrgica, o que a fez se ausentar do trabalho por seis meses. O magistrado determinou que o Carrefour pague R$ 2,5 mil de danos materiais, pelas despesas médicas que o plano de saúde da mulher não cobriu; R$ 12 mil de danos morais; e R$ 15 mil por danos estéticos.

Decisão

Ao analisar a responsabilidade do hipermercado sobre o acidente, o juiz Sílvio Jacinto Pereira identificou que a vítima e o estabelecimento tem uma relação de consumo, destacando ainda que “estando sob a égide das disposições contidas no Código de Defesa do Consumidor, o qual estabelece que o fornecedor tem o dever de prestar serviços com qualidade, garantindo-se ao consumidor a segurança esperada. Previu-se ainda a responsabilidade objetiva, dispensando-se a ocorrência do elemento subjetivo/culpa para a responsabilização”.

A vítima provou o acidente através de fotografias onde era possível constatar a má condição dos carrinhos de compra da unidade do Carrefour de Uberlândia. Alguns modelos, inclusive, com marcas de ferrugem nas rodas.

O Mais Goiás entrou em contato com a assessoria do Carrefour através de e-mail, às 9h07 desta quinta-feira (12), e aguarda retorno.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira