Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás

HCamp de Goiânia tem 97% de ocupação em leitos de UTI voltados para covid-19

Situação ainda segue tensa na unidade. Em todo o estado, de acordo com a SES, ocupação está em 92%

Foto: Jackson Alves

O Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp) atingiu 100% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) voltados para o tratamento de casos de coronavírus na tarde de segunda-feira (15). Lotação máxima foi registrada no mesmo dia em que Goiás alcançou as 8 mil mortes pela covid-19. Um dia depois, nesta terça-feira (16), o índice continua alto, com 97% de vagas preenchidas: há apenas três leitos disponíveis.

A situação é grave em todo o estado. Hoje, em Goiás, apenas 8% dos leitos ofertados nos 246 municípios estão vagos. Segundo painel da Secretaria de Estado da Saúde (SES), só 24 leitos estão livres em todo o território goiano.

Na segunda-feira, o governo de Goiás fez abertura de novos 35 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com covid-19, quantidade que reduziu a lotação de 97% para 89%, de acordo com o governador Ronaldo Caiado. Luziânia recebeu 10 unidades, Rio Verde, mais 15. Outras cinco foram abertas em mineiros, mesma quantidade acrescida em Senador Canedo.

O Mais Goiás entrou em contato com a SES para uma entrevista para falar sobre a situação de ocupações de leitos no Estado, mas obteve retorno até a publicação dessa matéria.

Goiânia

A situação na rede municipal é um pouco mais tranquila. Segundo o painel da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a ocupação de leitos de UTI está em 72% na manhã desta terça-feira (16). Das 193 unidades, 59 estão disponíveis. Em enfermarias, Goiânia tem 136 leitos para Covid-19 com taxa de ocupação atual de 65%. Há, ainda, 48 leitos disponíveis na categoria.

A SMS frisa ainda que o município dispõe de capacidade para ampliação dos leitos, conforme a demanda, garantindo atendimento à população. Tal capacidade inclui a abertura imediata de 20 leitos de UTI no Hospital das Clinicas da UFG, além de 15 leitos na Maternidade Municipal Célia Câmara, em caso de necessidade.