Do Mais Goiás

Guiné: 33 morrem pisoteados após tumulto em show

As autoridades de Guiné já declararam uma semana de luto nacional.

Ao menos 33 pessoas morreram pisoteadas após um tumulto em um concerto de rap no final da noite desta quarta-feira em uma praia da capital da Guiné, Conacri, disseram autoridades.

As vítimas incluíam crianças a partir de 10 anos, sendo que a maior parte era de jovens. Muitos corpos foram levados a um necrotério da capital ainda vestidos com trajes de banho e sunga. Alguns tinham sangue na boca, o que segundo os médicos seria um sinal de hemorragia interna.

“Nós não estamos acostumados a ver um grande número de pessoas mortas assim ao mesmo tempo. É uma tragédia, esses jovens morreram no auge de suas vidas”, disse um funcionário do Donka Hospital, onde os corpos aguardavam sepultamento.

O diretor do hospital, Fatou Sike Camara, informou que o número de mortos era de 33.

O presidente do país, Alpha Condé, foi à televisão nacional para declarar uma semana de luto nacional e prometeu uma investigação completa do caso. As praias da capital foram fechadas, sem aviso para serem reabertas.

O concerto de rap reunia cerca de 700 pessoas que celebravam o fim do mês sagrado para os muçulmanos, o Ramadã. Testemunhas disseram que o tumulto aconteceu depois que o show terminou, quando a grande multidão tentava sair através de um pequeno portão, a única forma de sair do local.

Vídeo

(Com informações da Associated Press)