Do Mais Goiás

Grupo protesta no Setor Marista contra médico goiano preso em rinha de cães

Ele foi detido com outras 39 pessoas em uma rinha de cães no interior paulista. Dezenove cães foram resgatados; um deles, morto em uma das lutas teria sido servido como churrasco

Um grupo de pessoas protesta na manhã desta quinta-feira (18) contra o médico goiano Leônidas Bueno Fernandes Filho, 40, preso no último sábado (14) com outras 39 pessoas em uma rinha de cães em Mariporã, no interior de São Paulo. Os manifestantes, que se concentram na frente de uma clínica no Setor Marista – e que seria vinculada ao profissional de saúde detido – pedem Justiça contra maus-tratos provocados pela luta ilegal, dos quais o Leônidas é suspeito de participar.

Na ocasião da prisão, 19 cães foram resgatados. Um outro, ferido durante uma luta, não resistiu e, segundo a Polícia Civil do Paraná, responsável pelo caso, o corpo do animal foi servido em um churrasco para os participantes do evento clandestino. Ainda de acordo com a corporação, a presença do médico e veterinário no local indica que profissionais tenham atuado para reanimar os animais para que estes continuassem disponíveis para a rinha.

Os presos vão responder por associação criminosa e maus-tratos contra animais, com agravante de morte, e por jogos de azar. Leônidas foi liberado após pagar fiança de 60 salários mínimos.

Em entrevista ao Mais Goiás na tarde de quarta-feira (18), o advogado Carlos Márcio Macedo, que faz a defesa de Leônidas, afirmou que o goiano não conhecia os demais profissionais detidos e que não procede a informação de que eles reanimavam cães para continuarem lutando ou que consumiram carne de cachorro morto durante as brigas.

Segundo o advogado, o cliente é aficionado por cães e sempre atuou de maneira ética e legal. Ele também reforçou o argumento do médico de que tinha ido ao local para buscar um cachorro e não para participar da rinha.

Aguarde por mais informações.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em