Subindo

Grêmio empata sem gols com Fluminense e entra no G4

Beneficiado pela derrota do Corinthians para Figueirense, clube de Porto Alegre pula para quarta colocação




O Grêmio chegou ao seu sétimo jogo seguido sem perder e o empate sem gols desta quarta-feira com o Fluminense, no estádio do Maracanã, no Rio, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, acabou sendo um bom resultado para o time gaúcho.

Beneficiado pela derrota do Corinthians para o Figueirense, o clube de Porto Alegre entrou no G4 – mas pode sair nesta quinta em caso de vitória do Atlético Mineiro -, enquanto que a equipe carioca se manteve na espreita, porém ainda um pouco distante dos quatro melhores – está a três pontos do próprio Grêmio e do Corinthians.

O jogo marcou um novo recorde do goleiro Marcelo Grohe. Na última rodada, ele havia se tornado o goleiro que conseguira ficar mais tempo sem levar gol pelo Grêmio, com 628 minutos. Com o empate com o Fluminense, ele chegou a uma invencibilidade de 718 minutos.

E Marcelo Grohe foi o destaque do jogo, ao lado do seu colega Diego Cavalieri. Os dois fizeram grandes defesas, principalmente no segundo tempo. As chances mais efetivas de gol, no entanto, foram do Grêmio. Por duas vezes, o time gaúcho finalizou na trave do Fluminense. Na primeira, com um chute forte de Fellipe Bastos. Depois com Barcos, de cabeça.

O Fluminense também teve ótimas oportunidades. Em uma delas, Marcelo Grohe operou um “milagre” em uma finalização de Fred. Ao fim da partida, os poucos torcedores do time carioca que foram ao Maracanã protestaram contra a equipe. “Queremos raça!” e “time sem vergonha!”, eles gritaram.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 0 x 0 GRÊMIO

CARTÃO AMARELO – Não houve.
ÁRBITRO – Heber Roberto Lopes (Fifa/SC).
RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.
LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Bruno, Elivelton, Marlon e Carlinhos (Chiquinho); Rafinha (Gustavo), Jean, Cícero e Wagner; Rafael Sóbis (Kenedy) e Fred. Técnico: Cristóvão Borges.

GRÊMIO – Marcelo Grohe; Pará, Bressan, Rhodolfo e Zé Roberto; Wallace (Riveros), Ramiro, Fellipe Bastos e Luan (Fernandinho); Dudu (Lucas Coelho) e Barcos. Técnico: Luiz Felipe Scolari.