Do Mais Goiás

Grávida morre após ser baleada durante confronto em comunidade do RJ

Kathlen de Oliveira Romeo estava grávida de 14 semanas do primeiro filho

Kathlen de Oliveira Romeo estava grávida de 14 semanas do primeiro filho
Kathlen de Oliveira Romeo estava grávida de 14 semanas do primeiro filho (Foto: divulgação/ redes sociais)

Kathlen de Oliveira Romeo, uma jovem negra de 25 anos, morreu após ser baleada durante um confronto entre policiais militares e traficantes da comunidade do Barro Vermelho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite da última terça-feira (8). A mulher estava grávida de 14 semanas do primeiro filho.

De acordo com a Polícia Militar (PM), os agentes prestaram socorro e levaram a vítima para o Hospital Municipal Salgado Filho, que fica na mesma região do tiroteio. A corporação afirmou, ainda, que o início do confronto ocorreu quando policiais da Unidade de Polícia Pacificadora do Lins foram atacados a tiros pelos traficantes.

Ao Uol, uma amiga de infância de Kathlen – que não quis se identificar – disse que a mãe da menina estava desesperada e gritava a todo momento dentro da unidade de saúde para onde a filha foi levada: “a minha filha morreu, a minha filha não.”

A avô de Kathlen também falou à reportagem e desabafou sobre as constantes ondas de violência que assombram as comunidades do Rio de Janeiro. “Ela deve servir de exemplo para alguma coisa nesse mundo. Eu perdi minha neta e meu bisneto, bisneta. Não queria ter perdido minha neta e perdi desse jeito estúpido. Ela foi criada em favela, mas trabalhava, era formada. Eu perdi minha neta nesse tiroteio bárbaro que a gente não tem culpa alguma”, disse a mulher que se identificou apenas como Sayonara.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro afirmou que “a gestante faleceu logo após chegar ao Hospital Municipal Salgado”. Há uma semana, Kathlen, que se apresentava como designer de interiores e vendedoras de uma loja de roupa, exaltava a alegria de gerar uma criança nas redes sociais.

“Hoje estou escrevendo esse texto me sentindo muito feliz e preenchida. Obrigada, senhor, por abençoar meu ventre e me permitir gerar o amor da minha vida. Neném, já me sinto pronta pra te receber, te amar e cuidar! Deus nos abençoe”, escreveu.

A PM afirmou que, após encontrar a jovem morta, “buscas foram realizadas na região e os agentes apreenderam um carregador de fuzil, munições de calibre 9mm e drogas”. Moradores da comunidade fizeram uma manifestação após a morte da jovem e interditaram a estrada Grajaú-Jacarepaguá durante três horas.

“Nunca será esquecida”

O namorado de Kathlen, o tatuador Marcelo Ramos, fez uma homenagem a mulher e a criança que ambos esperavam. Na postagem, o homem diz estar “sem chão” e que a amada “nunca será esquecida”.

“Nunca será esquecida meu amor, você, a Maya/Zayon sempre irão morar dentro de mim, estou completamente sem chão, as vezes é difícil entender a vontade de Deus, mas sei que você está melhor que nós. Aqui só vai ficar saudades e as lembranças de você, a pessoa mais radiante e animada que eu conheci na minha vida, vou vencer por você. Que Deus me dê forças. Eu te amo eternamente”, escreveu Ramos em uma postagem com várias fotos do casal comemorando a gravidez.

 

A mensagem foi curtida e comentada por diversos artistas, como Ícaro Silva, Daniele Winits, Jennifer Nascimento, João Vicente de Castro, MC Rebecca, Camila Pitanga e os humoristas Paulo Vieira e Marcelo Adnet.

*Com informações do Uol