FolhaPress

Grávida é picada por jararaca e mata animal a vassouradas no Mato Grosso

Caso aconteceu enquanto estendia roupas no varal na zona rural da cidade Alta Floresta (MT)

Grávida é picada por jararaca e mata animal a vassouradas no Mato Grosso
Cobra morta (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Uma mulher de 32 anos levou um tremendo susto enquanto estendia roupas no varal na zona rural da cidade Alta Floresta (MT). Grávida, ela não percebeu a presença de uma jararaca e levou uma picada no tornozelo. O caso aconteceu anteontem no município que fica a 800 km de Cuiabá.

A gestante, que não teve sua identidade divulgada, matou o animal com o cabo de uma vassoura e procurou socorro com os vizinhos. Ela teve de ser levada às pressas para o município e, num veículo próprio.

Além disso, o grupo precisou atravessar o rio Teles Pires de balsa enquanto o Corpo de Bombeiros foi acionado para levá-la ao Hospital assim que chegasse às margens.

A corporação atendeu a ocorrência e encaminhou a vítima para o Hospital Regional de Alta Floresta e, segundo o soldado Sirleide, a vítima relatou alguns problemas. “Ela estava com inchaço no pé, reclamava de muita dor no membro inferior direito e ânsia de vômito”, contou.

Ainda de acordo com o soldado, a mulher estava consciente e comunicativa, mas a situação inspirava cuidados. “A jararaca é uma cobra muito venenosa. Ela é peçonhenta e a vítima levou o animal consigo para apresentar. Ela foi deixada no hospital e, a partir daí, não temos mais informações”, concluiu.

Em contato com a Assistente Social do Hospital Regional da cidade, Lígia Maria, a reportagem confirmou que a mulher recebeu tratamento. “A gente sabe que ela foi medicada e recebeu o soro, mas não podemos dizer maiores detalhes”, explicou ela, revelando que não podia dizer o nome da vítima.

O UOL apurou, no entanto, que a mulher permanecia internada até a noite desta terça-feira (23) em observação e que no local da picada não havia hematomas. O estado de saúde dela e da criança é considerado estável.

Orientações

Uma pessoa que leve uma picada de cobra deve procurar o serviço médico imediatamente a fim de receber o soro antiofídico. O ideal é que o animal seja identificado e, se capturado, levado ao hospital para que o soro aplicado seja o correto.

O local da picada deve ser lavado exclusivamente com água e sabão e a orientação é de que não se passe nenhum tipo de medicamento no local da ferida e aguardar até que um médico faça a avaliação o mais rápido possível.

Bombeiros capturam cobra de dois metros em prédio de Porangatu, em Goiás; leia