Do Mais Goiás

Grandes companhias estudam criar linhas no aeródromo de Santa Helena

Aeródromo da cidade possui pista com 1,4 mil metros de extensão e passou por reforma

Após ter a autorização de operação homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e passar por adequações em sua estrutura, o aeródromo de Santa Helena recebeu na última quinta-feira, dia 21, o primeiro pouso de modal após 10 anos de inatividade. Conforme a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes, a Goinfra, o aeródromo vai operar inicialmente com voos da aviação geral, mas tratativas já estão sendo feitas para que o local receba também voos comerciais.

Ao Mais Goiás, o gerente de aeródromos da Goinfra, Paulo Lemos, explica que, por enquanto, o aeródromo de Santa Helena de Goiás pode receber quaisquer aeronaves enquadradas na aviação geral, ou seja, que não sejam de voos regulares particulares. Estão incluídos, entre os voos autorizados: aeronaves particulares, de táxi aéreo, UTIs aéreas e agrícolas.

Voo comerciais ainda não podem operar no local mas, conforme o gerente da Goinfra, tratativas já estão sendo feitas para viabilizar a chegada das companhias aéreas. “Obviamente, nós queremos um aeródromo que atenda todo tipo de operação e isso já está sendo tratado com diversas empresas”, adiantou. No entanto, ainda segundo Paulo, esse tipo de negociação fica a cargo da Secretaria de Aviação Civil.

10 anos parado

Ainda segundo Lemos, logo após ser inaugurado, em 2010, o aeródromo de Santa Helena de Goiás ficou com processos essenciais para seu funcionamento paralisados, como a elaboração do Plano Básico de Zona de Proteção ao Aeródromo (PBZPA) e a homologação junto à Anac, que só foi obtida ao longo de 2020.

Juntando esses entraves à deterioração do local, em decorrência do tempo parado e da falta de cuidados, o aeródromo permaneceu por uma década sem funcionar.

No entanto, no último ano, o local recebeu adequação do terminal de passageiros, sistema de auxílios luminosos (balizamento noturno), revitalização da sinalização horizontal e vertical da pista de pouso e pátio de aeronaves, conclusão das cercas e de alambrados.

O espaço possui pista asfaltada com 1,4 mil metros de extensão, além de amplo pátio de aeronaves e já está em funcionamento.