Susto

Grande rachadura em parede de universidade faz aulas serem suspensas, em Goiânia

Segundo os Bombeiros, a principal suspeita é que o alagamento provocado pelas chuvas desta madrugada tenha resultado em danos à estrutura


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 27/03/2019 às 15:33:04

Bombeiros ainda estão no local (Foto: Leitor / Mais Goiás)
Bombeiros ainda estão no local (Foto: Leitor / Mais Goiás)

Alunos e professores de uma universidade tiveram de ser retirados às pressas, na manhã desta quarta-feira (27), após uma das paredes da instituição apresentar uma grande rachadura. O fato aconteceu na Avenida Perimetral Norte, na Vila João Vaz, região Oeste da capital. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros, as aulas dos alunos que estudam no bloco C, da Universidade Alves Faria (Unialfa), foram interrompidas em razão dos riscos da estrutura. Os corredores próximos à parede estavam alagados, no início desta manhã, em razão das chuvas ocorridas na noite desta terça-feira (26).

A principal suspeita era de que este alagamento tenha provocado a rachadura. Equipes dos Bombeiros e da Defesa Civil ainda estão no local concluindo o laudo sobre a estrutura da universidade.

Em nota, a universidade afirmou que o incidente foi causado devido ao rompimento de uma tubulação de água subterrânea. Isso ocasionou o levantamento do piso e a rachadura na parede de uma sala de aula.

No texto, a instituição ainda destacou que “imediatamente a área foi evacuada e isolada, energia e água foram desligadas e todos os procedimentos necessários para assegurar a segurança de nossos alunos, professores e funcionários foram realizados”.

O local passa por limpeza e reparos necessários. Ainda em nota, a Unialfa sublinhou que uma equipe de engenheiros foi chamada para realizar avaliação no local. “Após a análise técnica concluíram que o incidente foi pontual e não abalou estruturalmente o prédio”.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo