Grammy 2021: Beyoncé faz história e Megan Thee Stallion é destaque

Com 28 gramofones dourados, Queen B é, agora, a artista com mais vitórias na premiação

Grammy 2021: Beyoncé faz história e Megan Thee Stallion é destaque
Beyoncé (Foto: Reprodução/TNT)

Considerada a maior premiação da música, o Grammy 2021 aconteceu na noite deste domingo (14). Neste ano, Beyoncé fez história como a artista com mais vitórias de todos os tempos. A cantora agora acumula 28 gramofones dourados no currículo.

“Como artista, acredito que faz parte do nosso trabalho refletir a nossa época. Tem sido muito difícil. Quero erguer, animar, incentivar reis e rainhas negros e negras que inspiram o mundo e me inspiram”, disse. “Trabalho desde os 9 anos de idade e essa noite é mágica”, completou.

Taylor Swift ganhou Álbum do Ano com Folklore. Com isso, a cantora alcançou a marca de Steve Wonder e acumulou três gramofones nesta categoria. Ela também é a primeira mulher a alcançar esta marca. A artista levou o mesmo prêmio em 2009, com Fearlesse em 2015, com o 1989.

O prêmio mais importante da noite, Gravação do Anofoi para Billie Eilish. A cantora abocanhou o prêmio com a faixa Everything I Wanted.

Megan Thee Stallion, entretanto, saiu como a grande destaque da noite. Apesar de não vencer Álbum do Ano ou Gravação do Ano, levou três estatuetas, incluindo Artista Revelação. Até mesmo Billie Eilish disse que o prêmio que ganhou deveria ser da rapper.

A cantora ainda estrelou uma performance de tirar o fôlego com Cardi B, fazendo um medley com Body, Savage, Up e a controversa WAP. Esta última teve ainda um pouco de um remix de funk feito pro brasileiro Pedro Sampaio no final.

Harry Styles também chamou atenção ao ganhar o primeiro Grammy Award da carreira Watermelon Sugar, na categoria Melhor Pop Solo.

Dua Lipa, uma das favoritas da noite, levou pra casa o gramofone de Melhor Álbum Pop.

Estrutura

Seguindo os protocolos contra Covid-19, a cerimônia não teve a interação que costuma ter. O anfitrião, Trevor Noah, limitou-se a apenas apresentar as atrações e comentar uma coisa aqui e ali. Os vencedores foram anunciados em um local aberto e os convidados, o tempo todo de máscaras, estavam em mesas espaçadas.

Neste ano, mais do que em qualquer outro, a produção investiu em performances ao vivo. Uma seguida da outra. Apenas artistas maiores, como Taylor Swift, Cardi B e Dua Lipa, tiram um momento para si.

Boicote

Grammy 2021 fez de tudo para segurar uma boa audiência em meio a uma enxurrada de comentários negativos desde o anúncio dos indicados. O boicote, neste ano, é liderado principalmente por The Weeknd e seus fãs.

O artista, que teve um dos álbuns mais aclamados pela crítica em 2020, ficou de fora. O movimento pegou todos de surpresa, tendo em vista que faixas fracas como Yummy, de Justin Bieber, receberam indicações e The Weeknd ficou de fora.

A Academia foi, mais uma vez, acusada de racismo. Além disso, uma história sobre as indicações terem sido moeda de barganha vazou na imprensa norte-americana. Segundo a imprensa internacional, The Weeknd recebeu um ultimato: ou ele participava do Grammy ou seria a atração do Super Bowl.

Nenhum dos dois lados confirmou a informação. Entretanto, nas redes sociais, o cantor acusou a Academia de corrupção. O presidente da corporação, Harvey Mason Jr., respondeu as acusações: “Eu fiquei surpreso e tenho empatia com o que ele está sentindo. Seu trabalho foi excelente neste ano…”. Também acrescentou que os artistas devem colocar mais “alma” nos projetos que querem submeter à premiação.

De qualquer forma, The Weeknd afirmou que boicotará a premiação nos próximos anos e não submeterá mais nenhum álbum.

Beyoncé, maior indicada da noite, não boicotou a premiação, mas negou convite para cantar na cerimônia. A decisão na cantora tem motivação política. Assim como fizeram Jay-Z e Kendrick Lamar, em 2018 e 2019 respectivamente, a ausência pode ser encarada como uma forma de cobrar da Academia mais diversidade nos premiados.

Para quem não se lembra, em 2017 o Grammy preferiu premiar o disco 21 de Adele a Lemonade, de Beyoncé, ignorando a maior aceitação da crítica ao disco da americana.

Veja os ganhadores das principais categorias do Grammy 2021:

Álbum do Ano

Taylor Swift – folklore

Gravação do Ano

Billie Eilish – Everything I Wanted

Artista Revelação:

Megan Thee Stallion

Música do Ano

H.E.R. – “I Can’t Breathe”

Melhor Performance de R&B

Beyoncé – Black Parade

Melhor Álbum Pop

Dua Lipa – Future Nostalgia

Melhor performance pop solo:

Harry Styles – “Watermelon Sugar”

Melhor Música de rap:

Megan Thee Stallion e Beyoncé – “Savage (Remix)”

Melhor performance de rock

Fiona Apple – “Shameika”

Melhor música de rock

Brittany Howard – “Stay High”

Melhor disco de rock

“The New Abnormal” – The Strokes

Melhor álbum de música alternativa

“Fetch the Bolt Cutters” — Fiona Apple

Melhor performance de grupo ou duo pop

“Rain on Me” – Lady Gaga e Ariana Grande

Melhor canção r&b

“Better Than I Imagine” – (Robert Glasper, H.E.R. e Meshell Ndegeocello)

Melhor performance de rap

“Savage” – Megan Thee Stallion e Beyoncé

Melhor álbum de música cristã contemporânea

“Jesus Is King” — Kanye West

Melhor clipe

“Brown Skin Girl” — Beyoncé

Veja a lista completa no site oficial do Grammy