Integração

Governo retoma obras de três Centros de Atendimento Socioeducativos em Goiás

Obras deveriam ter sido concluídas em 2018, mas foram abandonadas pela empresa responsável pela construção; Governo vai investir cerca de R$ 22,5 mi


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 30/10/2019 às 13:21:39

Objetivo é tornar os Centros de Atendimento Socioeducativos ( Case ) uma referência nacional (Foto: Divulgação)
Objetivo é tornar os Centros de Atendimento Socioeducativos ( Case ) uma referência nacional (Foto: Divulgação)

As obras de três Centros de Atendimento Socioeducativos (Case), localizadas no interior de Goiás, serão retomadas. A autorização para a continuidade das construções das unidades de Itaberaí, Itumbiara e Porangatu foi anunciada nesta terça-feira (29), pela Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDS) e a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). A previsão é que sejam investidos cerca de R$ 22,5 milhões para a conclusão das obras.

A empresa contratante deverá reiniciar as obras e concluí-las dentro do novo prazo estipulado. A previsão, após término e entrega das unidades, é disponibilizar 168 vagas nos municípios de Itaberaí, Itumbiara e Porangatu.

Na unidade de Itaberaí, as obras do Case deviam ter sido concluídas em outubro de 2015, mas foram paralisadas em junho de 2018, após ultrapassarem o prazo previsto. A nova previsão é de que o centro esteja pronto em junho de 2020. A expectativa é oferecer 58 vagas aos menores infratores.

Já em Itumbiara, a unidade deveria ter sido entregue em fevereiro de 2018, mas ao invés disso as obras foram paralisadas. Com a retomada, a previsão é que esteja concluída em dezembro de 2020 e também oferte 58 vagas

O Case de Porangatu deve estar pronto para receber os jovens em dezembro de 2020. A unidade teve apenas 36% das obras executadas. A expectativa é oferecer 52 vagas. 

Lúcia Vânia e Pedro Sales (Foto: Divulgação)

Lúcia Vânia e Pedro Sales (Foto: Divulgação)

“Referência”

As obras, segundo a SEDS, são para proporcionar aos menores infratores mais dignidade e respeito, para dar oportunidade a esses jovens de serem integrados à sociedade com dedicação. Para isso, será implantada uma rede de assistência aos menores, disponibilizando escola em tempo integral, capacitação, esporte e lazer.

O convênio, realizado em parceria com o governo federal, foi assinado pela secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Vânia, e pelo presidente da Goinfra, Pedro Sales. O objetivo é tornar o atendimento socioeducativo goiano uma referência nacional.

*Thaynara Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira