Goiás

Governo prorroga campanha da vacinação contra febre aftosa

A campanha que se encerraria nesta quinta-feira foi prorrogada até o próximo dia 15 de junho, com a autorização do Ministério da Agricultura e Pecuária


Goiás Agora
Do Goiás Agora | Em: 30/05/2018 às 15:13:43

Medida faz parte das exigências para a retirada da vacina contra febre aftosa em 2021, afirma Agrodefesa. Confira como obter as coordenadas geográficas (Foto: Reprodução)
Medida faz parte das exigências para a retirada da vacina contra febre aftosa em 2021, afirma Agrodefesa. Confira como obter as coordenadas geográficas (Foto: Reprodução)

A campanha de vacinação contra a febre aftosa e raiva animal em todo o Estado de Goiás, que se encerraria nesta quinta-feira (31), foi prorrogada até o próximo dia 15 de junho, com a autorização do Ministério da Agricultura e Pecuária.

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) baixou nesta quarta-feira (30) a Portaria que trata do assunto. A prorrogação da campanha de vacinação animal, que anualmente ocorre nos meses de maio e novembro, está prejudicada nesta primeira fase devido à paralisação dos caminhoneiros, que já dura 10 dias, e tem afetado a logística de distribuição das vacinas e também os deslocamentos dos pecuaristas por todo o Estado.

Levantamento da Gerência de Sanidade animal da Agrodesa mostra que até a tarde ontem (29), apenas 71,52% dos rebanhos bovino e bubalino tinham sido vacinados devido aos atropelos do movimento dos caminhoneiros. Segundo o assessor técnico da Diretoria Técnica e Inspeção da Agrodefesa, Ramon Rizzo Vasques, historicamente, a Agrodefesa registra o índice praticamente de 100% (99,8%) de vacinação das cerca de 23 milhões de cabeças de animais.

A meta deste ano também é a imunização total do rebanho e, com a prorrogação do prazo de vacinação, o Governo espera atingir a meta. Os maiores problemas na logística da distribuição das vacinas contra a aftosa e de raiva animal estão sendo registrados nos municípios das regiões Nordeste, Norte e no Médio Norte Goiano.