Governo Federal realiza vistoria na Base Aérea de Anápolis

Comitiva avalia condições de a cidade receber brasileiros que voltam da China com suspeita de contaminação por Coronavírus

Cidadãos de outros países poderão voltar da China em aviões do Brasil
As aeronaves enviadas pelo governo federal para resgatar brasileiros em Wuhan, na China, poderão trazer cidadãos de outros países, caso haja disponibilidade de espaço nos voos. A informação foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro

O Governo Federal realiza vistoria na Base Aérea de Anápolis, na manhã desta terça-feira (4), para avaliar condições da chamada Ala 2 para abrigar quarentena do coronavírus no Brasil. A vistoria também é realizada em Florianópolis, Santa Catarina. 

Integram a comitiva membros dos ministérios da Defesa, da Saúde e das Relações Internacionais. Eles avaliam as condições estruturais e logísticas do local. Anápolis fica a 150 quilômetros de Brasília

A intenção do Governo é buscar os brasileiros que estão na cidade chinesa de Wuhan, onde foi detectado o vírus e se concentra a maior parte do contágio e mortes causadas pela doença.

O Ministério da Saúde reconheceu a emergência sanitária internacional do coronavírus e elevou na segunda-feira (3) o nível da resposta brasileira para Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional. A pasta também elaborou uma Medida Provisória para dar celeridade ao processo de repatriação dos brasileiros que moram em Wuhan.

Antes de retornarem ao Brasil, os cidadãos passarão por exames e seguirão para a quarentena. O prazo de isolamento ainda está em discussão.