Do Mais Goiás

Governo do estado lança protocolo para prevenir violência nas escolas

Proseg estabelece procedimentos preventivos e de tratamento de atos como, porte de arma, bulilyng, violência sexual e uso de drogas

Aumentar a segurança nas escolas com a adoção de medidas de prevenção e de procedimentos em caso de crises. Esse é o objetivo do Protocolo de Segurança Escolar (Proseg), lançado nesta segunda-feira (29) pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e pela secretária de Educação, Fátima Gavioli, na sede da pasta.

O Proseg foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Educação (Seduce) e a Secretaria de Segurança Pública (SSP). E elaborado pela Superintendência de Segurança Escolar e Colégio Militar da Seduce. De acordo com a pasta, trata-se de uma “orientação que visa minimizar as consequências de uma crise, que se vale na padronização das ações por parte de toda comunidade escolar”.

O protocolo tem orientações para coibir a prática de atos como indisciplina escolar, agressões verbais e físicas, porte de arma, bulliyng, violência sexual, uso de drogas, entre outros. E destaca também ações para servidores, como prevenção de ameaças à comunidade escolar e formas de agir nesses casos.

“O protocolo incentiva a comunidade escolar a conhecer as diretrizes de segurança, com o propósito de promover a cidadania e a cultura de paz, com resolução de conflitos por meio do diálogo e da cooperação dentro da escola”, afirma a secretária.

No lançamento do protocolo, anunciado durante o balanço dos seis meses de administração na educação, Caiado ressaltou que fundamental garantir o respeito aos professores na sala de aula. “É inadmissível e inimaginável nós convivermos com o número de agressões que foram relatadas acontecendo nas escolas no Estado de Goiás”, disse o governador.

O Mais Goiás entrou em contato com a Seduce em busca de dados sobre violência nas escolas estaduais. A assessoria de imprensa da pasta, entretanto, respondeu que não há nenhum registro nesse sentido.