Do Mais Goiás

Governo desiste de termo de compromisso por banda larga ilimitada

O Ministério das Comunicações não vai mais fazer o termo após a Anatel suspender a limitação por tempo indeterminado

Mais um capítulo no drama sobre a franquia de banda larga: segundo a Folha de São Paulo, o Ministério das Comunicações desistiu de fazer um termo no qual as operadoras seriam obrigadas a ter pelo menos um plano de internet ilimitada. A ideia era que as operadoras até poderiam fazer planos com franquia, mas pelo menos um plano teria que ser ilimitado.

 

Segundo o jornal, o ministro André Figueiredo desistiu do termo após a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) proibir, por tempo indeteminado, o limite de banda larga. A razão é que a determinação da Anatel teria tornado o termo obsoleto, mas a Pasta garantiu que vai continuar acompanhando o desenvolvimento do assunto e que vai agir caso perceba que os clientes serão lesados por alguma medida ou decisão que será tomada posteriormente.