Amanda Sales
Do Mais Goiás

Governo de Goiás anuncia criação de Batalhão de Terminais

Anúncio foi antecipado durante reunião com prefeitos de cidades da Região Metropolitana

O Governo de Goiás anunciou nesta quarta-feira (18), a criação do Batalhão de Terminais da Polícia Militar, que vai funcionar de modo permanente nos terminais de ônibus de Goiânia. O anúncio foi antecipado durante reunião entre o governador José Eliton (PSDB) e prefeitos de cidades da Região Metropolitana.

A criação do batalhão faz parte de um pacote de medidas de segurança lançado pelo Governo do Estado e batizado de Mais Segurança. Segundo o governador, a equipe vai atuar no policiamento em tempo integral, com foco especial nas linhas do Eixo Anhanguera.

Além da presença do novo batalhão da Polícia Militar, o Governo anunciou também a criação de uma unidade especializada da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil em terminais de Goiânia. O objetivo da base seria investigar crimes cometidos contra os usuários do transporte coletivo, além de mapear agressores ou grupos criminosos que atuam nestes locais.

Em sua reunião com prefeitos, José  Eliton garantiu que Câmeras de monitoramento vão ser instaladas nos terminais de ônibus da capital e que as imagens poderão ser utilizadas pela polícia, no intuito de facilitar a investigação de crimes que acontecem nos locais. O governador ressaltou ainda que as viaturas utilizadas pela PM devem ser trocadas por modelos mais modernos.

Eliton garantiu que a criação do Batalhão de Terminais não vai tirar policiais das ruas, uma vez que a PM conta com 2.500 novos integrantes que recém concluíram o curso de formação. O governador garantiu também a promoção de 500 PMs e a realização de um concurso público, ainda sem data definida, para a contratação de 100 novos delegados de Polícia Civil que devem atuar em todo o Estado.

Outra mudança anunciada pelo Governo em relação à atuação das polícias, e o início de lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pela PM que já está valendo, mas deve ser oficializado por meio de um Termo de Acordo e Cooperação (TAC) assinado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), o Ministério Público (MP) e o Tribunal de Justiça (TJ).

Apesar de antecipação de anúncio, o lançamento oficial do programa Mais Segurança deve ser feito em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (19).