OPORTUNIDADEs

Goinfra abre edital para contratação de engenheiros civis temporários

Serão 47 vagas para profissionais Engenharia Civil, Mecânica e Elétrica e Arquitetura e Urbanismo. Inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 20 de abril


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 15/04/2020 às 18:02:50

Goinfra terá que indenizar casal por acidente causado por buraco na GO-330 (Foto: Goinfra)
Goinfra terá que indenizar casal por acidente causado por buraco na GO-330 (Foto: Goinfra)

A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) publicou um edital, nesta quarta-feira (15), para a contratação de 47 profissionais temporários das áreas de Engenharia Civil, Mecânica e Elétrica e Arquitetura e Urbanismo. De acordo com a pasta, os profissionais atuarão na reforma e conclusões de hospitais para o combate da Covid-19 e na manutenção de rodovias do Estado.

De acordo com o edital, o salário é de R$ 4.665,82 mais o auxílio alimentação de R$ 500. Serão oito horas diárias de serviço, totalizando 40 semanais. Não haverá taxa de inscrição. Os interessados poderão se cadastrar pelo www.escoladegoverno.go.gov.br até o próximo dia 20.

A seleção dos candidatos será realizada entre os dias 21 a 27 de abril da seguinte forma: a primeira etapa será feita a análise curricular e servirá para a classificação para a segunda fase. Na segunda etapa, serão realizadas entrevistas, que terá caráter classificatório e eliminatório. Essas entrevistas, de acordo com a pasta, serão realizadas por videoconferência ou videochamada. O resultado final sairá no dia 30 de abril.

O início dos trabalhos é imediato. Segundo o presidente da pasta, Pedro Sales, uma das obras que os contratados atuarão será na ampliação e reforma do Hospital de Doenças Tropicais (HDT). O objetivo é que sejam criadas estruturas suficientes para atender pacientes com o novo coronavírus.

A decisão de realizar a contratação, segundo Pedro, é que a pasta está com déficit de pessoal. Além de inúmeras aposentadorias que não foram respostas e do afastamento de fiscais por procedimentos disciplinares, a Goinfra afastou 70 servidores por fazerem parte do grupo de risco da Covid-19.

“A maioria dos atuais técnicos está com mais de 60 anos, o que corrobora com um cenário de especial atenção e restrição face à prioridade de isolamento residencial, ou seja, precisamos de novos profissionais para ampliar o nosso capital humano nas obras em Goiás”, ressalta.

A medida também considera o Termo de Compromisso, Responsabilidade e Ajustamento de Conduta (TAC) assinado, junto ao Ministério Público de Goiás (MP-GO), que prevê a realização de concurso seletivo para contratação de obra temporária, em virtude da alta faixa etária dos fiscais de obra, bem como da existência de inúmeros que tinham comorbidades.