Estádio

Goiás x São Paulo: PM registra invasão e agressão durante e após partida

Policiais do Batalhão de Eventos precisaram intervir durante as ocorrências. MP-GO recomendou um dia antes medidas adicionais de segurança


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 02/05/2019 às 11:47:18

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Durante a segunda rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol entre Goiás (GEC) e São Paulo (SPFC), nesta quarta-feira (1°), no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, policiais do Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe) precisaram intervir  em uma tentativa de invasão, quando torcedores do Goiás tentaram arrombar uma das portas de serviço. Após o jogo, um torcedor do São Paulo foi agredido por integrantes da torcida esmeraldina. Antes da partida, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) chegou a recomendar medidas adicionais de segurança para que autoridades evitassem colocar os grupos antagônicos lado a lado na arquibancada. A mera possibilidade, segundo o órgão gerou ameaças oriundas da torcida goiana.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais é possível perceber um grupo de torcedores invadindo o estádio após arrombarem uma das portas de acesso ao local. “Como os ingressos esgotaram, alguns torcedores quebraram os cadeados e arrombaram um dos portões de acesso para entrar de forma irregular, mas logo a polícia interviu e conseguiu contê-los”, explica o major do Bope, Pedro Henrique Batista Alves de Paiva.

Após o jogo, um outro vídeo mostra um torcedor do São Paulo Esporte Clube sendo agredido por torcedores do Goiás nas imediações do estádio. Segundo o major, a torcida do São Paulo ficou 30 minutos dentro do estádio depois do final do jogo, até que toda a torcida esmeraldina fosse dispersada. Contudo, alguns esmeraldinos, segundo ele, ficaram nas imediações e agrediram o colega tricolor.

Os autores ainda não foram localizados. A vítima não precisou de atendimento médico. “É importante lembrar que em meio as torcidas organizadas existem criminosos, pessoas que não vão para o estádio para torcer e ajudar o time, mas para cometer crimes” Relata o major.

Sobre a referida recomendação do MP, a PM reforça que não foram registrados confrontos no interior do estádio. “Torcedores que compraram ingressos para setores passíveis de conflito foram retirados do local”, sublinha o major.

O Mais Goiás tentou falar com a Força Jovem Goiás, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento da matéria.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Mais Goiás (@maisgoias) em