Do Mais Goiás

Goiás registra média diária de 75 autuações por ultrapassagens proibidas em abril

Só na última quinzena do mês, quase 300 condutores realizaram ultrapassagens indevidas

Abril registra média diária de 75 autuações por ultrapassagens proibidas em Goiás
A BR-153, uma das principais rodovias federais que cortam o estado de Goiás (Foto: Jucimar de Sousa / Mais Goiás)

Em abril, uma média 75 motoristas foram autuados por dia por realizar ultrapassagens proibidas em rodovias federais que cortam o Estado de Goiás. Em dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante 23 dias do mês, um total de 1.733 condutores foram flagrados cometendo as infrações.

Segundo os dados, somente na última quinzena de abril quase 300 condutores realizaram ultrapassagens indevidas. Somente durante o feriado da Semana Santa em Goiás, 1.103 pessoas foram atuadas por conta das ultrapassagens, dado que representa 63,6% do total de abril.

Para a PRF, esse e outros tipos de infração colocam a vida, não só de quem dirige, como também de quem trafega pelas vias, em grande perigo. “Muitos dos acidentes fatais decorrem de colisões frontais que foram provocadas por ultrapassagens realizadas de maneira inadequada”, informou a corporação.

Motociclista morreu na hora (Foto: reprodução/PRF)

Motociclista morreu na hora (Foto: reprodução/PRF)

Na BR-153, em Nova Glória, um homem de 36 anos morreu ao bater a motocicleta em que estava contra uma carreta. A vítima seguia no sentido Norte quando tentou ultrapassagem e foi atingida pelo veículo de carga que seguia no sentido oposto. O óbito ocorreu no instante do impacto.

Acidentes e mortes

Em todo o ano de 2020, foram registrados 62 acidentes causados por ultrapassagens indevidas nas rodovias federais de Goiás. Destes, 142 pessoas ficaram feridas e 25 morreram. Os dados são do anuário anual fornecido pela PRF. A reportagem aguarda os dados de 2021 e também do mês de abril para divulgação.

Caminhoneiro fica preso em ferragens após capotamento e morre na BR-060 (Foto: Reprodução/Facebook)

Caminhoneiro fica preso em ferragens após capotamento e morre na BR-060 (Foto: Reprodução/Facebook)

No último dia 18 de abril, um homem de 66 anos morreu preso a ferragens, na BR-060, nas proximidades do Posto Presidente, na cidade de Anápolis. A vítima conduzia um caminhão carregado de embalagens plásticas e perdeu o controle do veículo, que acabou capotando na via.

Durante os primeiros 15 dias do mês de abril, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou mais de 64 acidentes, causados por diferentes situações, nas rodovias federais que cortam o estado de Goiás. Como consequência disso, pelo menos cinco pessoas ficam feridas todos os dias.

Conscientização

Pensando em mudar essa realidade, a PRF iniciou o ‘Maio Amarelo’, que busca conscientizar a população sobre a prática de respeito e responsabilidade na direção. De acordo com a polícia, os motoristas precisam dirigir de maneira consciente pois isso salva vidas e não pelas multas que podem receber.

A corporação faz um alerta, pois mesmo durante a pandemia, em que o número do tráfego de veículos nas vias federais diminuiu, o Brasil teve um aumento de 18% no número de ultrapassagens perigosas no ano de 2020, em relação a 2019. Em todo o país, são mais de 292 mil autuações.

Atualmente, um motorista flagrado realizando uma manobra de ultrapassagem arriscada, pode ser multado em até R$ 2.934,70 e ainda corre o risco de ter o direito de dirigir suspenso. As penalidades variam conforme o grau de periculosidade da infração.

A campanha também deverá chamar atenção para outras infrações, como embriaguez ao volante, falta do uso do cinto de segurança e uso de telefone enquanto dirige.