TEMPO

Goiás pode ser atingido por onda de calor histórica até sexta (2/10)

Máxima pode variar entre 41ºC e 43ºC no Sul goiano. Em Goiânia, temperatura chegará a 40º nesta quarta-feira (30)


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 30/09/2020 às 11:17:17

Prédios aparecem em reflexo luminoso registrado no Lago do Parque Flamboyant, Jardim Goiás, em Goiânia (Foto: Vinícius Schmidt)
Prédios aparecem em reflexo luminoso registrado no Lago do Parque Flamboyant, Jardim Goiás, em Goiânia (Foto: Vinícius Schmidt)

Goiás está entre os Estados que poderão ser atingidos esta semana por um episódio de calor histórico e umidade relativa do ar abaixo do recomendado. Segundo o portal MetSul Meteorologia, há possibilidade que sejam quebrados recordes absolutos de temperatura máxima em algumas cidades do Centro-Oeste e do Sudeste do país.

De acordo com o MetSul, o calor será intenso durante toda a semana, mas entre esta quarta (30) e sexta-feira (2) as máximas serão ainda mais altas, podendo variar entre 41ºC e 43ºC no Sul goiano e na área Oeste do Triângulo Mineiro. Para piorar, não há prognóstico de chuvas até o dia 6 de outubro, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

Esse episódio de calor histórico é resultado de uma gigante bolha de ar quente que gera movimentos descendentes na atmosfera, resultando em calor extremo e tempo seco. A forte estiagem com baixa disponibilidade de umidade no solo acaba agravando a situação. Cuiabá, por exemplo, irá registrar a maior máxima desde o início das medições no ano de 1911, com quase 43ºC.

As simulações chegam a projetar temperaturas entre 15ºC e 20ºC acima do normal no Centro-Sul do Brasil, segundo o MetSul. “É o que se observa em ondas excepcionais de calor como que se registram em áreas acostumadas a calor muito extremo como o Cuyo na Argentina, Califórnia ou Austrália”, afirma a publicação.

Goiás será atingido por onda de calor histórica entre quarta e sexta-feira

(Foto: Reprodução MetSul)

Temperatura na Capital

Goiânia chegará a máxima de 40º nesta quarta-feira (30), com umidade mínima em 15%. Na próxima quinta-feira (1º) a umidade mínima permanece em 15%, já a temperatura máxima será de 36º, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

De acordo com o gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim, em determinada hora do dia da última terça-feira (29), a capital registrou 39,8ºC. Amorim alerta que a onda de calor pode ser renovada, dependendo do comportamento do tempo para os próximos dias e lista recomendações que devem ser seguidas pela população.

“Evitem sair de casa nas horas de máximo sol, principalmente entre 11h e 17h. Beber água com frequência, vestir-se com roupas leves, usar protetor solar e evitar a propagação de queimadas”, afirma.

Histórico

Dados do Cimehgo, mostram as temperaturas máximas atingidas em Goiânia no mês de Setembro dos últimos seis anos, sendo 2020 o ano com a pico mais alto. Confira:

Goiás será atingido por onda de calor histórica entre quarta e sexta-feira

(Foto: Mais Goiás)