Copa do Brasil

Goiás passa sufoco, mas faz 3 a 0 e despacha zebra Independente-PA

Equipe alviverde esbarra diversas vezes em goleiro paraense, mas faz valer mando de campo e superioridade técnica para construir placar no segundo tempo





//

O Goiás passou sufoco, mas conseguiu a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil. Atuando no Serra Dourada, o Esmeraldino superou o valente Independente-PA por 3 a 0. Após ser superada em Tucuruí-PA, no acanhado estádio Navegantão, pelo placar mínimo, a formação do Centro-Oeste foi às redes com Rodrigo, Wesley e Erik. Curiosamente, o grande destaque do tenso duelo foi o goleiro visitante Alencar Baú, que impediu a elasticidade do marcador e garantiu o empate até os 32 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, a equipe dirigida por Hélio dos Anjos avança para enfrentar o Ituano, responsável por despachar a Portuguesa. Mais aliviada, a equipe de Goiânia agora foca no duelo deste sábado, às 18h30 (de Brasília), diante do Atlético-PR, também em domínio esmeraldino, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Campeão estadual, o Goiás iniciou sua trajetória na primeira divisão inicial empatando sem gols com o Vasco, em São Januário. O Independente, por sua vez, foi vice-campeão paraense, acabando derrotado pelo Remo na decisão.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 3 x 0 Independente

Data: 13/05/2015
Horário: 19h30
Local: Estádio Serra Dourada
Arbitragem: Rafael Martins Diniz (DF);José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Lucas Torquato Guerra (DF).
Público: 3.503 pagantes
Renda: 31.987,50 reais

Cartões Amarelos: Willian Kozlowski, Esquerdinha e Wesley (Goiás); Ezequias, Dudu, Ivson, Chicão, Welthon (Independente)

Gols: Rodrigo (GEC) aos 32′ 2T e Wesley (GEC) aos 41′ 2T, Erik (GEC) aos 48′ 2T

GOIÁS: Renan; Everton, Felipe Macedo, Fred e Juliano (Wesley); Ygor (Esquerdinha), Rodrigo, Willian Kozlowski (Arthur) e Felipe Menezes; Bruno Henrique e Érik.
Técnico: Hélio dos Anjos

INDEPENDENTE-PA: Alencar Baú; Léo Rosa, José Ivson, Ezequias e Jaquinha; Dudu, Chicão, Ângelo (Douglas Tandu) e Cariri (Vanderson); Joãozinho (Cristian) e Welthon.
Técnico: Lecheva