Série A

Goiás luta, mas perde para Atlético-MG

Depois de sofrer 3 a 0 no primeiro tempo, esmeraldino faz dois na etapa final, mas cai no Serra Dourada por 3 a 2




De volta à briga por um lugar no G4 – grupos dos que se classificam à Copa Libertadores de 2015 – do Campeonato Brasileiro. Assim está o Atlético Mineiro depois de derrotar o Goiás por 3 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 22.ª rodada. Mas o time de Belo Horizonte tomou um grande susto ao permitir dois gols do rival depois de abrir uma vantagem de três gols no primeiro tempo.

Com 34 pontos, o Atlético permanece no sétimo lugar e fica mais perto do G4. A vitória deixa a equipe mais motivada para um grande desafio no final de semana. No domingo, às 16 horas, encara o clássico contra o rival Cruzeiro, líder do Brasileirão, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

O resultado negativo mantém o Goiás na 12.ª colocação, com 27 pontos, deixando a equipe mais preocupada com a proximidade da zona de rebaixamento. No domingo, às 18h30, novamente em Goiânia o rival é o Palmeiras, que atualmente está na faixa dos quatro que caem para a Série B de 2015.

No primeiro tempo, o Goiás teve dificuldades para se impor sobre o Atlético desde o início do jogo. A facilidade do time mineiro para chegar ao gol de Renan era clara e, aos 16 minutos, Dátolo acertou a trave. Aos 21, não desperdiçou outra chance e abriu o placar com Guilherme, que tocou por cima do goleiro esmeraldino.

Depois de sofrer o gol, a equipe goiana quis sair para o ataque, mas esbarrou nos erros de passe e no ataque pouco inspirado. Erik, destaque das últimas rodadas, pouco apareceu. Além disso, na tentativa de empatar, a equipe goiana deu espaço para o Atlético, que aproveitou as chances para ir para o intervalo com maior vantagem.

Aos 41 minutos, em um contra-ataque, Guilherme, livre, só empurrou para as redes para marcar o segundo. Aos 44, Dátolo, que participou do lance gol anterior, fez lançamento para Carlos que tocou na saída de Renan para anotar o terceiro.

No segundo tempo, o auxiliar técnico do Goiás, Gilberto Fonseca, tirou Murilo e colocou Ramon na tentativa de mudar o jogo. O técnico esmeraldino, Ricardo Drubscky, passou mal antes do início do jogo e teve que deixar o estádio. Com um Atlético mais relaxado, o time goiano criou chances, mas Erik desperdiçou a melhor delas, aos 28 minutos. Aos 33, porém, o atacante esmeraldino recebeu passe e tocou na saída de Vitor para diminuir.

Animado, o Goiás continuou a pressionar, aproveitando-se da apatia do Atlético. De tanto insistir, aos 48 minutos o zagueiro Jackson aproveitou linha de impedimento errada da zaga mineira, dividiu com o goleiro Vitor e chutou rasteiro para marcar o segundo, encerrando o placar.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 2 x 3 ATLÉTICO-MG

GOIÁS – Renan; Valmir Lucas (Moisés), Felipe Macedo, Jackson e Léo Veloso; Amaral, David, Murilo (Ramon) e Esquerdinha; Erik e Samuel (Welinton Junior). Técnico: Gilberto Fonseca (auxiliar).

ATLÉTICO-MG – Victor; Alex Silva, Edcarlos, Jemerson e Emerson Conceição; Leandro Donizete, Claudinei (Eduardo), Guilherme e Dátolo (Fillipe Soutto); Carlos (Douglas Santos) e Jô. Técnico: Levir Culpi.

GOLS – Guilherme, aos 16 e aos 41, e Carlos, aos 44 minutos do primeiro tempo; Erik, aos 33, e Jackson, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO – Jô (Atlético-MG).

ÁRBITRO – Luiz Flávio de Oliveira (SP).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

 

Tópicos