Série A

Goiás humilha Palmeiras no Serra Dourada e vence por 6 a 0

Time esmeraldino chega aos 30 pontos e se afasta do grupo de baixo da tabela, saindo de perto da zona de rebaixamento




//
//

O Palmeiras deu vexame na noite deste domingo. A péssima campanha palmeirense no Brasileirão ganhou um capítulo especial nesta 23ª rodada, com a derrota por 6 a 0 para o Goiás, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Assim, o time paulista ficou na lanterna do campeonato, cada vez mais perto do rebaixamento.

As falhas palmeirenses foram inúmeras neste domingo, desde ceder contra-ataque fácil até no recuo de bola. Foi a 13ª derrota do Palmeiras no Brasileirão, sendo a oitava fora de casa, que o deixa com apenas 22 pontos. Resta saber se o time ainda vai ter forças para evitar mais um rebaixamento.

Do outro lado, o Goiás se aproveitou da fragilidade adversária para construir um grande placar no Serra Dourada. Venceu por méritos e poderia ter conseguido uma goleada ainda maior. Assim, chegou aos 30 pontos e se afastou do grupo de baixo da tabela, saindo de perto da zona de rebaixamento.

O JOGO

A partida até começou equilibrada. Mas ficou assim até os sete minutos, quando o Palmeiras cedeu um contra-ataque fatal ao Goiás. Esquerdinha arrancou pelo meio e soltou para Ramon, já na entrada da área, tocar na saída de Deola. Na primeira chance, gol para os donos da casa.

Animado, o Goiás continuou indo para cima e aproveitou outro erro do Palmeiras para ampliar. Aos 11 minutos, Victorino errou o lançamento e deixou a bola nos pés de Ramon, que tocou para Esquerdinha bater de direita e fazer 2 a 0 no Serra Dourada.

A situação palmeirense ficou ainda mais crítica aos 27 minutos. Em outro erro bobo, Victor Luis recuou mal para Victorino, deixando a bola para Erik, que avançou em velocidade para bater cruzado, sem chance para Deola. Com apenas três chutes a gol, o Goiás já vencia por 3 a 0.

Dez minutos depois, virou goleada. Tudo começou quando Lúcio falhou em lançar para o ataque e tocou para Deola, considerado recuo de bola pelo árbitro. Em tiro livre, David bateu com categoria e colocou no ângulo direito do goleiro palmeirense. E o primeiro tempo terminou mesmo em 4 a 0.

Para a segunda etapa, o técnico Dorival Júnior procurou dar uma mexida no time e fez loco três substituições: entraram Bruno César, Bernardo e Henrique nas vagas de Josimar, Juninho e Cristaldo. Mas não teve efeito. Logo aos três minutos, Moisés soltou uma bomba da entrada da área. A bola pegou em Lúcio, deixando o rebote para Thiago Mendes, que ampliou o marcador.

Totalmente batido, o Palmeiras mostrou despreparo – e desespero – com uma entrada desleal de Allione em Ramon, falta que rendeu cartão vermelho ao meia argentino. Assim, o Goiás ainda ficou com um jogador a mais em campo, facilitando seu trabalho.

Para fechar a goleada, ainda teve tempo para Welinton Junior, aos 45 minutos do segundo tempo, marcar o seu. O chute saiu da entrada da área, e Deola não conseguiu segurar. Logo após o gol e a confirmação do 6 a 0, o árbitro encerrou o vexame palmeirense no Serra Dourada.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS 6 X 0 PALMEIRAS

GOLS – Ramon, aos 7, Esquerdinha, aos 11, e Erik, aos 27, e David, aos 37 minutos do primeiro tempo; Thiago Mendes, aos 3, e Welinton Junior, aos 45 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Igor Junio Benevenuto (MG).
CARTÕES AMARELOS – Diogo, Jackson, David e Moisés.
CARTÃO VERMELHO – Allione.
RENDA – R$ 169.365,00
PÚBLICO – 7.845 pagantes.
LOCAL – Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO).

GOIÁS – Renan; Moisés, Jackson, Pedro Henrique e Léo Veloso; Amaral, David, Thiago Mendes (Murilo Henrique), Ramon (Welinton Junior) e Esquerdinha; Erik (Samuel). Técnico: Gilberto Fonseca (interino).

PALMEIRAS – Deola; João Pedro, Lúcio, Victorino e Victor Luis; Renato, Josimar (Bruno César), Allione, Juninho (Bernardo) e Diogo; Cristaldo (Henrique). Técnico: Dorival Júnior.

 

Tópicos