Do Mais Goiás

Goiás deve se tornar o segundo maior produtor de cana-de-açúcar do país, diz Conab

A colheita prevista para a safra 2020/2021 é de 73,4 milhões de toneladas

Goiás deve se tornar o segundo maior produtor de cana-de-açúcar do país, diz Conab
(Foto: Pixabay)

O estado de Goiás deve colher 73,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2021/2022, de acordo com informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Com estes números, o estado se tornará o segundo maior produtor nacional.

De acordo com o boletim da Conab, Goiás deve ser responsável por 11,7% da produção brasileira de cana-de-açúcar, com uma produtividade média de 76,3 toneladas por hectare. Os dados mostram para um aumento de 0,2% em relação ao ano passado.

As produções de álcool e açúcar também devem aumentar. A estimativa de produção no estado para a safra é de 2,4 milhões de toneladas de açúcar, o que deve levar o estado a ser o quarto maior produtor. Já com relação ao etanol, a previsão é de uma produção de 4,6 bilhões de litros.

A exportação do etanol foi de 11,6 milhões de dólares entre os meses de janeiro e abril deste ano. A maior parte do total exportado foi destinada à Coreia do Sul (86,1%). Aparecem, ainda, entre os compradores os Estados Unidos (8,8%), China (4,8%) e Austrália (0,3%).

De acordo com o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, a cultura da cana-de-açúcar é estratégica para Goiás. “O Estado figura como segundo maior produtor de cana-de-açúcar do País e sua destinação, tanto para a produção de açúcar, quanto para a produção de álcool, mostra que o incentivo ao setor traz geração de emprego e também renda, uma vez que movimenta o setor industrial e também contribui na balança comercial goiana”, disse.