Artur Dias
Do Mais Goiás

Goiás confirma quase 200 casos de coronavírus em um dia e bate novo recorde

Maior registro em um só dia havia sido na quarta (13), com 110 casos em 24 horas. Dados mostram que doença mata mais homens idosos

Goiás bate recorde de mortes por coronavírus em dia e ultrapassa os 600 óbitos
Goiás bate recorde de mortes por coronavírus em dia e ultrapassa os 600 óbitos

O estado de Goiás registrou 198 casos de coronavírus em 24 horas e bateu o recorde de ontem no número de confirmações em um só dia. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram confirmados 1.423 casos até as 14h30 desta quinta-feira (14). Existem ainda 14.084 casos suspeitos, enquanto outros 4.469 já foram descartados.

Foram registrados também 64 óbitos causados pela covid-19 no estado, três deles nas últimas 24 horas. Há 30 óbitos suspeitos e já foram descartadas 148 mortes suspeitas nos municípios goianos.

No total, a doença já chegou em 79 cidades do estado e outras 116 tem casos suspeitos. Além disso, já foram registradas mortes em 23 municípios goianos. Em outros sete existem óbitos em investigação.

Coronavírus e faixa etária

Os dados da SES mostram também que as pessoas com idades entre 30 e 39 são as mais infectadas pelo coronavírus, com 362 casos atingindo pessoas nessa faixa etária. Em segundo lugar vem as pessoas com idades entre 40 e 49 anos, com 322 confirmações. Já a faixa menos atingida até o momento é a de 10 a 14 anos, com 19 registros, seguida pelas pessoas entre 15 e 19 anos, com 23 casos confirmados.

Entre as vítimas fatais, a faixa etária mais atingida está entre 70 e 79 anos, com 21 óbitos confirmados. Em seguida vem as pessoas entre 60 e 69 anos, com 14 mortes. Já as faixas onde morrem menos pessoas são as de 30 a 39 anos (3) e 40 a 49 anos (4).

Homens são os mais atingidos

Apesar do número de infecções ser equilibrado entre homens e mulheres, com 51,3% dos casos registrados em mulheres e 48,7% em homens, o número de vítimas fatais do sexo masculino é muito maior. Até o momento, dos pacientes que morreram de covid-19 eram do sexo masculino, o que representa 68,8% dos casos.